Em março, escrevi artigo neste blog com um guia de roteiros baratos àqueles que querem assistir às competições da Rio 2016 sem gastar muito. Agora, faltando pouco mais de um mês e com muitas sessões tendo maior disponibilidade de lugares, é hora de atualizar estes roteiros, haja visto que as opções de entradas baratas aumentaram bastante.

Vale lembrar que no Rio de Janeiro estão funcionando duas bilheterias com descontos de 20% para as entradas de nove modalidades: tiro com arco, atletismo (maratona), badminton, boxe, hóquei sobre grama, canoagem slalom, rúgbi, tênis de mesa e levantamento de peso. Para este levantamento, considerei os preços do site oficial, sem o desconto, mas é uma opção adicional para os moradores cariocas que não quiserem gastar muito.

Parêntese feito, vamos ao nosso Manual. A disponibilidade de entradas abordada aqui foi verificada ontem, quinta-feira, à hora do almoço. As instruções para compra podem ser vistas no Guia que esta revista eletrônica publicou anteriormente. Considerei sempre ingressos de inteira e a maioria deles nas categorias de preço mais baixas – embora haja eventos com lugares mais nobres do que os altos de arquibancadas comuns às entradas mais baratas.

©2016_HeusiAction

Vale lembrar, também, que bilheterias físicas já estão abertas não somente no Rio de Janeiro como em São Paulo e Salvador, e estas aceitam também pagamento em dinheiro e em cartões de débito da bandeira Visa.

O Nirvana do Pão Duro: Eventos Gratuitos

Para um pão duro, o ideal é poder não gastar nada e assistir sossegado aos eventos. Ao contrário da Copa do Mundo, onde esta possibilidade não existia – aqui no Rio os bloqueios estavam tão longe que nem os sons do estádio davam para se ouvir de fora – nos Jogos Olímpicos alguns eventos poderão ser vistos se pagando apenas a passagem do transporte ao local. Alguns deles:

  • Maratona;
  • Ciclismo de Estrada;
  • Marcha Atlética;
  • Remo;

Obviamente que não haverá possibilidade de assistir à entrega das medalhas ou à chegada, mas sempre é uma opção para se dizer que viu os Jogos sem gastar nada. No caso da marcha atlética, não deverá haver cobrança de ingressos, o que permite assistir até à chegada e entrega de medalhas – com direito a brasileiros no grupo dos possíveis vencedores.

©2016_HeusiAction

Eventos abaixo de R$50

Aqui já temos algumas opções. Inclusive de algumas finais, como tiro esportivo, maratonas, a maratona aquática masculina e o ciclismo mountain bike feminino. Também pode se ver partidas do futebol feminino em sua primeira fase.

Outros esportes que tem ingressos nesta faixa de preço são a luta livre, a luta greco romana, o basquete feminino (inclusive o Brasil), o tiro com arco, o levantamento de peso, a canoagem slalom, o golfe, o futebol, o hóquei sobre grama, a vela, o badminton, a canoagem de velocidade, a esgrima, o tênis de mesa, o pentatlo moderno, o polo aquático e até o vôlei de praia – que tem várias sessões preliminares com bastante disponibilidade na categoria C, a R$50.

No momento em que escrevo cerca de 180 sessões olímpicas tem entradas até este patamar de R$50 disponíveis.

ZonaAEventos entre R$50 e R$100

Nesta faixa, já podemos encontrar uma variedade maior de finais. Esportes como o levantamento de peso e as lutas livre e greco-romana, além do tiro esportivo, tiro com arco, canoagem slalom, canoagem de velocidade, vela, ginástica de trampolim, ciclismo de estrada, golfe e da esgrima, encontram-se com ingressos disponíveis. Até três sessões do atletismo com finais ainda tem entradas com ingressos neste patamar (dias 12, 15 e 16 pela manhã).

Além disso, o basquete masculino, o handebol, os saltos ornamentais, o vôlei, as quartas de final do futebol e do pólo aquático, o boxe, o ciclismo BMX, a ginástica rítmica, o hipismo CCE, o judô, o rúgbi, o taekwondo e as semifinais e o bronze do hóquei sobre grama possuem entradas nesta faixa de preço.

Ou seja, a maioria dos esportes ainda possui entradas a um preço no máximo pouco acima de um bilhete para uma partida do Campeonato Brasileiro de futebol. Entre elas, muitas disputas de medalhas e fases decisivas de esportes coletivos.

Ou seja, não faltam opções aos pão duros – e aos “sem pão” mesmo – para acompanhar os Jogos Olímpicos sem precisar incomodar muito a carteira. Neste momento, a melhor opção é retirar via e-ticket os bilhetes, cujo custo se limitará a uma folha de papel e à tinta/toner da impressora.

VilaAtletasClaro que pão duro que é pão duro não irá a mais que um ou dois eventos, mas pode-se montar uma programação com pelo menos um evento todos os dias – incluindo finais – com menos de R$1 mil. Como no exemplo abaixo, sem repetição de esporte – basta clicar para ir à página de compra direta:

Total: R$890.

Finalizando, os Jogos Paralímpicos são o paraíso dos pão duros. Praticamente todas as sessões tem preços até R$100, inclusive as Cerimônias de Abertura e Encerramento. A esmagadora maioria dos eventos tem preços abaixo de R$40. O link para compra está aqui.

[related_posts limit=”3″]

25 Replies to “Manual Olímpico do Pão Duro – Ingressos (Versão Atualizada)”

  1. Mais um ótimo artigo, Mr. Ticket! Muitas pessoas nem procuram ingressos, já partindo do pressuposto que são todos caros.
    Vai ter outro artigo sobre “mais ingressos à venda?” Tenho curiosidade sobre o ritmo de vendas, e da possibilidade de aparecerem novas levas de sessões esgotadas. O comitê não informa praticamente nada…

    abraços

  2. Acho que entro nessa categoria, pois todos os meus ingressos são da categoria mais barata… Só pensei em adquirir os mais caros para a natação e final do futebol, mas a saúde financeira falou mais alto…

    Pedro, apesar de não ser o assunto do artigo, saberia me informar qual a melhor forma, se é que existe, de entrar em contato com o comitê Rio 2016? Tenho ainda dúvidas a respeito do que e quanto poderá ser levado como item de alimentação, e sobre a possibilidade de proibirem camisas de times de futebol com patrocínio, pois o guia do espectador não é lá muito claro em relação a isso…

    1. Luis, melhor esperar chegar mais perto e ver o que eles divulgam. Eu escrevi sobre o assunto em outros posts também.

      1. Sim, verdade. Foi até em um deles que me atentei para a possível proibição das camisas dos clubes, pois isso sequer passava pela minha cabeça. Mas vamos aguardar então. Espero que liberem, pois é uma “tradição” brasileira comparecer aos eventos esportivos com camisas de seus times. No Pan foi uma festa isso… Só falta barrarem camisas de escolas de samba também…

      1. Dizem que o COI é mais rigoroso, mas acho que pelo menos nos estádios grandes (Maracanã, Engenhão) não irão implicar com isso

  3. E eis que mudaram – pela terceira vez, talvez – o layout dos assentos do Maracanã pra cerimônia de abertura das Olimpíadas. Concentraram a maior parte dos ingressos mais baratos (R$ 200) para o lado sul do estádio, sugerindo que, provavelmente, quem sentar ali ficará de costas para a maior parte das apresentações. Afinal, o que explicaria s 3 níveis de arquibancada com o mesmo preço de ingresso? Isso me lembrou uma imagem mostrada pelo Bom Dia Rio, uma vista aérea do Maraca, que mostrava construção de uma estrutura bem grande justamente no lado sul.

    1. Vi uma foto que mostrava o palco exatamente nesse lado e na área da arquibancada do anel inferior, ou seja, não haverá espectadores ali. Acho que o mapa de setores do site poderia colocar esse pedaço em cinza, porque do jeito que está dá a falsa impressão de que haverá venda de ingressos pra esse setor.

      1. Esse mapa já foi mudado faz tempo. Acho que venderam Categoria E atrás do palco sim, mas só saberemos no dia.

  4. Fala Migão, mais um excelente post.
    Esclarecedor para as pessoas que acham que Olimpiadas só tem evento caro…
    Aqui mesmo no Norte do estado tem muita gente desavisada ainda em relação
    a custos de ingressos. Estou divulgando pra ver se abrem os olhos…rs

    Valeu!

    1. A grande verdade é que a divulgação da venda de ingressos por parte do Comitê foi bem aquém do que seria desejável.

  5. Pedro,

    Voce sabe quando serão entregues o segundo lote de ingressos enviados pelo SEDEX? Sabe se alguem já recebeu?

    1. Eu não recebi nem o primeiro ainda… a previsão é estarem todos entregues até 1º de agosto, segundo consulta que fiz ao Comitê

  6. Pedro,

    Tenho uma dúvida sobre alguns ingressos que comprei e vi que você tem um grande conhecimento sobre a localização nos centros esportivos:

    Você acha que os seguintes lugares tem boa visão:
    a. Judô / Arena Carioca 2 / Categoria A / Bloco 108 Fila G
    b. Basquete / Arena Carioca 1 / Categoria B / Bloco 205 Fila R
    c. Atletismo / Engenhão / Categoria C / Bloco 512 Fila DD
    d. Volei de Praia / Arena do Volei de Praia / Categoria B / Bloco 206 Fila Q
    e. Ginástica / Arena Olímpica do Rio / Categoria B / Bloco 308 Fila A

    Queria saber a qualidade da visão dos lugares (basicamente se é possível enxegar bem ou não), nem estou interessado em custo-benefício. Pode esculhambar hahah

    Muito obrigado

      1. Então Murilo, eu cheguei a olhar sim, porém é muito difícil você conseguir ter uma ideia muito próxima da reallidade. Busquei por fotos também, mas não ajudaram muito. Fui ficando mais confuso quando notei que as categorias que eu escolhi para o Vôlei de Praia e Basquete poderiam ter visão pior do que categorias mais baratas.

  7. Migão, meu irmão revendeu há quase 60 dias ingressos de bilheteria e não recebeu o estorno no cartão. Após muitas tentativas, o SAC me respondeu, reconhecendo a divida, mas afirmando que pela compra ter sido feita há mais de 1 ano, o processo é mais complexo e mais demorado que os 30 dias previstos. Vc conhece alguém na mesma situação? Já estou preocupado – 2 meses é demais!

Comments are closed.