A cada quatro anos, crianças, adolescentes e até adultos que nunca se viram se reúnem para trocar as figurinhas da Copa. Os cromos são uma verdadeira febre no Brasil. E esse ano não foi diferente (aliás, já  completou o seu álbum?).

Mas como o álbum da Copa é produzido bem antes do Mundial começar, é natural que nem todos os jogadores que estão ali participem do torneio de fato. Tem muita gente que reclama dos erros, mas eles são inevitáveis e até folclóricos. Quem não se lembra por exemplo da figurinha de Adriano e Ronaldinho Gaúcho na Copa de 2010?

Nessa segunda, a Fifa divulgou a lista de todos os 23 convocados das 32 seleções que vão disputar a Copa. O que eu fiz então? Comparei o álbum com as convocações para identificar todos os erros.

É  importante lembrar que apesar de serem 23 convocados, apenas 18 jogadores são retratados em cada seleção.

Se você é fanático por figurinhas como eu, já percebeu que Giuliano e Daniel Alves estão no álbum e não vão à Rússia… Mas e além deles?

O número total de erros do álbum é de 92 jogadores, o que dá uma média de quase três por seleção (2,875) ou 16% do álbum com erro.

A seleção que teve mais erros foi a Coreia do Sul: oito, ou seja, 44,4% das figurinhas estavam erradas. Por outro lado, a Panini gabaritou cinco seleções: nenhum erro em Suécia, Panamá, Senegal, México e Peru.

Entre as seleções consideradas favoritas, a Espanha teve dois erros, a França seis e Argentina e Inglaterra quatro e Alemanha, três.

Quer saber todos os erros? Então dá uma olhada nessa lista:

Rússia (cinco erros): Viktor Vasin, Dmitri Kombarov, Denis Glushakov, Dmity Polov  e Aleksandr Kokorin

Arábia Saudita (quatro erros): Abdullah Al-Zori,  Salman Al-Moasher, Nasser Al-Shamrani e Nawaf Al-Abed

Egito (três erros): Ramy Rabia, Ahmed Hassan e Amr Gamal

Uruguai (cinco erros): Mathías Corujo, Arévalo Ríos, Álvaro Gonzalez, Nicolas Lodeiro e Diego Rolán

Portugal (quatro erros): Eliseu, Danilo Pereira, André Gomes e Nani

Espanha (dois erros): Álvaro Morata e Vitolo

Marrocos (dois erros): Fouad Chafik e Rachid Alioui

Irã (dois erros): Vouria Ghafouri e Jalal Hosseini

França (seis erros): Lucas Digne, Layvin Kurzawa, Laurent Koscielny, Adrien Rabiot, Alexandre Lacazette e Anthony Martial

Austrália (quatro erros): Mitchell Langerak, Bailey Wright, Ryan Mcgowan e  James Troisi

Peru:  Nenhum

Dinamarca (quatro erros): Andreas Bjelland, Mathias Jorgensen, Nicklas Bendtner  e Riza Durmisi

Argentina (quatro erros): Sergio Romero, Funes Mori, Enzo Pérez e Mauro Icardi

Islândia (um erro): Vidar Orn Kjartansson

Croácia  (dois erros): Marko Rog e Mario Pasalic

Nigéria (três erros): Ola Aina, Mikel Agu e Moses Simon

Brasil (dois erros): Daniel Alves e Giuliano

Suíça (dois erros): Admir Mehmedi e Eren Derdiyok

Costa Rica (um erro): Michael Umaña

Sérvia (cinco erros): Matija Nastasic, Nikola Maksimovic, Jagos Vukovic, Nemanja Gudelj e Mijat Gacinovic.

Alemanha (três erros): Emre Can, Mario Gotze e Leroy Sané.

México: Ninguém

Suécia: Ninguém

Coreia Do Sul (oito erros): Kim Jinsu, Kwak Taehwi, Hong Jeongho, Kwon Changhoon, Nam Taehee, Lee Chungyong, Ham Kookyoung  e Ji Dongwon

Bélgica (um erro): Radja Nainggolan

Panamá: Ninguém

Tunísia (cinco erros): Aymen Adbennour, Youssef Msakni, Taha Yassine Khenissi, Yoan Touzghar e Ahmed Akaichi

Inglaterra  (quatro erros): Joe Hart, Ryan Bertrand, Oxlade-Chamberlain e Adam Lallana

Polônia (um erro): Krzysztof Maczynski

Senegal: Ninguém

Colômbia (cinco erros):  Giovanni Moreno, Teófilo Gutiérrez, Edwin Cardona, Yimmi Chará e Duván Zapata.

Japão (quatro erros): Shusaku Nishikawa, Masato Morishige, Hiroshi Kiyotake e Yuka Kubo

Há quem defenda que o álbuns fossem feitos apenas quando se tivesse a certeza dos selecionados. Isso seria impossível na atual circunstância. Estamos a dez dias do início da Copa e só agora temos a lista final das equipes.

Imagine se só agora a Panini fosse correr atrás dos direitos de licenciamento, mandar imprimir e tudo mais? Talvez ficasse só para a Copa seguinte. Outra opção defendida é que com a lista definitiva das seleções fossem produzidas novas figurinhas em substituição às “erradas”. Mas será que todo mundo teria coragem de colar em cima da outra? Eu confesso que não gostaria…

E você? Acha que os erros dos álbuns são aceitáveis ou gostaria que eles tivessem uma atualização? Qual foi o pior erro  dessa edição? Queria ter a figurinha de algum jogador que convocado que não apareceu no álbum? Comente aí.

 

Imagens: Reprodução e Bruno Malta (Tabelas)

[related_posts limit=”3″]

13 Replies to “O Álbum da Copa e as Figurinhas Erradas”

    1. Além disso, o Jhonny Acosta está na lista da Costa Rica e o Duván Zapata, atacante da Sampdoria presente na página da Colômbia, ficou fora da lista final. Nani, atacante de Portugal ficou fora da lista final, mas está no álbum. Rudy, meio-campista alemão está no álbum e figura na convocação.

  1. Inevitáveis os erros mesmo, não teria como lançar o álbum em cima da Copa. E, tal qual a autora, não tenho coragem de colar os cromos substitutos em cima dos originais.

  2. Em 2014, a Panini fez uma espécie de errata com essas figurinhas, e lançou as dos jogadores que não estavam incluídos antes nas convocações dessas seleções. Eu comprei e nem me importei de colar essas figurinhas em cima das originais. Constrangimento para mim seria se o erro com essas originais permanecessem. Este ano, há previsão de que essa errata se repita.

  3. Acho que seria mais interessante no álbum um espaço extra para inclusão das figurinhas novas dos jogadores convocados e não presentes originalmente, com umas 30 vagas, cabendo ao colecionador escolher quais dos ausentes seriam incluídos nesse espaço.

  4. Ao todo foram 95 erros, mesmo com o kit de atualização, ainda permaneceram 4. No kit (92 cromos), o Lanzini ao fim também foi cortado (Enzo Perez ficou, ou seja, acertaram por linhas tortas). Os erros foram jogadores cortados de ultissima hora, no caso Reyes (MÉXICO), Quintero (PANAMÁ), Ciss (SENEGAL) e Fabbra (COLÔMBIA).

  5. Na verdade foram 96 erros. 91 foram corrigidos com o kit de atualização. Deste kit uma figua acabou sendo de um jogador que também não foi à Copa, Lanzini. O Matarrita (COSTA RICA) foi cortado de última hora também. Mesmo com o kit, álbum permanece com 5 erros, além do costa-riquenhp, temos Reyes (MÉXICO), Quintero (PANAMÁ), Ciss (SENEGAL) e Fabbra (COLÔMBIA).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.