Categorizado | Convidados

Copa do Mundo na Rússia: onde ficar?

logo copa 2018

(por Rafael Ribeiro Rocha, corintiano, apaixonado por Copas do Mundo)

É clima de Copa, amigo!

Bom, ainda falta mais de um ano, mas com a classificação antecipada e a ótima fase da seleção já tem muito brasileiro por aí começando o planejamento da viagem à Rússia. Esse post pretende mostrar a distribuição dos jogos por cada uma das 11 cidades-sede.

A Rússia não é “logo ali”, e em termos de distância percorrida pode assustar. O segredo para não estourar o cartão – e, como diria o Migão, não morar embaixo de um viaduto na volta – será planejar detalhadamente cada deslocamento, daí a importância de se estudar a tabela. Antes, uma observação importante deve ser feita.

Essas informações tratam única e exclusivamente do aspecto “futebolístico” dos jogos. Claro que tem um pouco de futurologia no estudo, já que até o momento só conhecemos dois das 32 seleções que irão jogar o torneio (Rússia e Brasil). Partiremos da premissa de que os cabeças-de-chave serão as seleções mais fortes; porém se a FIFA seguir o seu tão contestado ranking para a definição dos cabeças, isso não será necessariamente verdade.

Se a Copa fosse hoje, os 8 cabeças-de-chave seriam: Rússia, Brasil, Argentina, Alemanha, Chile, Colômbia, França e Bélgica. Vale ressaltar que nem as regras para os cabeças-de-chave e nem a distribuição das seleções nos grupos foram definidas; se para você é importante saber onde cada seleção irá jogar, terá que obrigatoriamente esperar o sorteio dos grupos, que ocorrerá no dia 01 de dezembro de 2017.

Análise dos jogos por Cidade-Sede 

Moscou – Se a você o que importa é ver o maior número de jogos possíveis, de preferência das grandes seleções, não tenha dúvidas: Moscou é a cidade para você!

Isso por um detalhe que fará toda a diferença: é a única cidade que terá dois estádios recebendo jogos da Copa. Moscou receberá um total de 12 jogos, sendo 8 da primeira fase (incluindo a abertura), dois das oitavas-de-final, uma semi-final e a grande final. Outro detalhe importante: dos 8 jogos da primeira fase, serão um de cada grupo, sendo que todos os cabeças-de-chave farão um jogo cada na cidade.

Com isso, imaginando que a FIFA não vai ser doida o bastante para não colocar o Brasil como um dos cabeças-de-chave, podemos cravar: o Brasil com certeza fará um dos seus jogos da primeira fase na capital russa.

São Petersbugo – A segunda maior cidade russa, queridinha dos turistas, só perde para Moscou em número de jogos: serão 7 ao total, sendo 4 na fase de grupos, uma oitavas-de-final, a outra semi-final e a disputa pelo terceiro lugar. Dos 4 jogos da fase de grupos, um será da Rússia e outros dois envolvendo seleções cabeças-de-chave (grupos E e D).

Kazan – São 4 as cidades que receberão 6 jogos da Copa do Mundo. Kazan é uma delas, com 4 jogos na fase de grupos, uma oitavas-de-final e uma quartas-de-final. A vantagem de Kazan é que dos 4 jogos da primeira fase, 3 envolverão cabeças-de-chave (grupos C, H e F).

Considerando que a Rússia certamente será a cabeça-de-chave mais fraca, Kazan pode até ser uma opção melhor do que São Petersbugo, especialmente pra quem não pretende ficar no país depois até a semi ou a final.

Sochi – A sede dos polêmicos Jogos de Inverno 2014 terá exatamente a mesma distribuição de jogos de Kazan: 6 no total, sendo 4 na fase de grupos, uma oitavas-de-final e uma quartas-de-final.

Dos 4 jogos da primeira fase, 3 serão com algum dos cabeças-de-chave (grupos B, G e F). A única potencial “desvantagem” de Sochi em relação a Kazan é que seu jogo das oitavas será entre o primeiro do Grupo A contra o segundo do Grupo B. Como o Grupo A será necessariamente o da Rússia, a chance de uma das seleções de maior tradição estarem envolvidas será ligeiramente menor.

Nizhny Novgorod – A cidade geograficamente mais próxima de Moscou também terá 6 jogos da Copa do Mundo: 4 na fase de grupos, uma oitavas-de-final e uma quartas-de-final. Dos seus 4 jogos da primeira fase, apenas um será com um dos cabeças-de-chave (grupo D).

Samara – Outra cidade que também terá 6 jogos da Copa do Mundo, com a mesma distribuição das cidades anteriores: 4 jogos da fase de grupos, uma oitavas-de-final e uma quartas-de-final. Ela só sai perdendo em relação à Nizhny porque dos 4 jogos da primeira fase, o único que envolverá um dos cabeças-de-chave envolverá a Rússia (grupo A).

Rostov-on-Don – A única cidade que receberá 5 jogos da Copa do Mundo, sendo 4 da fase de grupos e uma das oitavas-de-final. Dos 4 jogos da primeira fase, apenas um envolverá um cabeça-de-chave (grupo E).

Saransk e Volvogrado – As quatro cidades que não receberão nenhum jogo da fase de mata-mata também são as que terão menos jogos da Copa do Mundo: apenas 4 em cada, todos da fase de grupos. Saransk terá apenas um jogo de cabeça-de-chave (grupo B) e Volvogrado apenas um também (grupo H).

Kaliningrado e Ecaterimburgo – Essas duas também receberão apenas 4 jogos da primeira fase, sendo que Kaliningrado terá um jogo do cabeça-de-chave do grupo G e Ecaterimburgo o cabeça-de-chave do grupo C. A desvantagem dessas duas cidades é que são as mais isoladas em relação às demais cidades-sede, sendo que Kaliningrado inclusive se localiza “fora” geograficamente da Rússia.

Análise

Na minha humilde opinião, o turista que quiser obter o melhor custo-benefício e viver a Copa do Mundo intensamente, sem deslocamentos insanos pela Rússia, deve se concentrar no eixo Moscou / São Petersbugo / Nizhny Novgorod (usando Moscou como base).

Se concentrando nessas 3 cidades, ele estará ao alcance de 25 dos 64 jogos da Copa do Mundo, praticamente 40% do total. Dos 25 jogos, 16 serão da fase de grupos (sendo 12 envolvendo um dos cabeças-de-chave e a abertura), 4 oitavas-de-final, uma quartas-de-final, as duas semi-finais, disputa de terceiro lugar e a final.

Outro dado interessante é que excluindo os dias de intervalo dos jogos entre as fases de mata-mata, serão ao total 25 dias com no mínimo um jogo de Copa do Mundo. Desse total, em apenas 5 datas não haverá nenhum jogo em uma dessas 3 cidades (25/06, 28/06, 30/06, 02/07 e 07/07).

Por fim, vale destacar também a distância entre essas 3 sedes: Moscou–São Petersbugo: 713km / Moscou–Nizhny Novgorod: 417 km / São Petersbugo – Nizhny Novgord: 1125 km. Moscou e São Petersbugo ainda são ligadas pelo trem-bala, que faz o trajeto em aproximadamente 4:30.

Moscou e São Petersbugo são as duas maiores cidades do país, e Nizhny é a quinta, então também podemos imaginar que estão entre as melhores estruturas para receber o turista. Em termos de Rússia, podemos relativamente comparar como sendo o mais próximo do que foi o eixo “São Paulo – Rio de Janeiro – Belo Horizonte” na Copa do Mundo do Brasil.

OBS: Outra conclusão que podemos tirar estudando a tabela é que a seleção que for cabeça-de-chave do grupo D, caso se classifique em primeiro lugar, terá uma logística muito facilitada: só precisará sair do eixo dessas 3 cidades nas quartas-de-final, quando jogará em Sochi. Já temos um grupo para torcer para o Brasil no sorteio?

OBS 2: Fontes para informações sobre a tabela da Copa do Mundo Rússia 2018:

http://resources.fifa.com/mm/document/tournament/competition/02/66/71/62/2018fwc_matchschedule_02092016_en_neutral.pdf

https://en.wikipedia.org/wiki/2018_FIFA_World_Cup

Imagens: Globoesporte.com, O Globo e Sputnik

6 Respostas para “Copa do Mundo na Rússia: onde ficar?”

  1. Debora Garcia disse:

    Boa noite,
    Somos um grupo de coral e iremos a Rússia dia 17/07/2017. Gostaríamos de nos apresentar gratuitamente na Rússia se houver disponibilidade.
    Nosso objetivo é a troca de cultura entre nossas nações.
    Aguardamos contato

    • Rafael Ribeiro Rocha disse:

      Olá, Debora! Não conheço nada nem ninguém na Rússia, mas você poderia voltar aqui com algumas dicas, depois dessa viagem. Boa sorte!

  2. Joao Paulo disse:

    Rafael,
    Belo estudo trazendo levantamentos importantes pra quem está se planejando para essa Copa!
    O dia do sorteio é muito legal, ali será traçado o nosso destino e as nossas viagens, mas sem duvidas usar uma cidade centralizada num país continental como é a Russia fará a diferença em todos os sentidos.
    Que comecem os jogos.
    Abraço
    JP
    OT Copa do Mundo – Rússia 18

  3. Matheus Antônio disse:

    4 cidades nao receberem nenhum jogo de mata-mata é um ABSURDO, corre risco de receber os piores jogos, como aconteceu com Curitiba, a EURO do ano passado foi assim, todas receberam pelo menos um mata-mata, e isso pq era uma competição ”menor”

    • Rafael Ribeiro Rocha disse:

      Olha Matheus, a menos que o sorteio ajude, essas 4 cidades que não terão nenhum jogo de mata-mata correm um grande risco mesmo de não ter jogos interessantes. Pelo menos facilitaria um pouco o deslocamento, já que são algumas das cidades mais distantes em relação à capital, Moscou.

Trackbacks/Pingbacks


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Visitas

Facebook