Dando sequência ao vídeo anterior, onde discorri sobre a impossibilidade de se fazer disputas de samba tradicionais tendo em vista a situação trazida pelo Covid 19, neste novo vídeo faço um exercício teórico: se todas as Escolas do Especial reeditassem sambas para 2021, quais seriam?

Delimitei dois critérios: não poderiam ser sambas campeões – com uma exceção – e sambas de ao menos 15 anos. No vídeo expresso minhas escolhas e as explico.

O leitor concorda com as escolhas? Diga na área de comentários.

Imagem: Ouro de Tolo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.