Categorizado | Setentrional

Finalmente 2018

fim

Olá, queridos leitores do Ouro de Tolo. Em primeiro lugar, quero pedir mil desculpas por ter sumido assim, do nada. Nunca foi minha intenção desrespeitar vocês, mas as coisas meio que fugiram do meu controle. Eu planejava esse texto há muito tempo, mas só agora realmente tive tempo de escrevê-lo.

Eu realizei um sonho da minha vida: entrei no mestrado. Estou desde setembro nessa nova fase e posso dizer que estou feliz, cansada, um pouco despontada com algumas situações, esperançosa e mais forte. Enfim, estou numa mistura de sentimentos, mas se tem algo que eu realmente posso definir que estou é muito ocupada. O mestrado tem sugado muito meu tempo e minhas energias e como nem tudo são flores, tive que abrir mão de algumas coisas para realizar esse sonho.

Sim, já deu pra perceber que este é um texto de despedida, não é? Pois é, não se pode abraçar o mundo com as pernas.

Uma pós-graduação exige muito do aluno. Exige prazos, publicações, práticas, disciplinas, horários a cumprir e muito trabalho. Você deve estar dizendo deve estar dizendo ’’ah, mas qualquer emprego exige isso’’, sim, é verdade. Mas muitas vezes, nós temos a realização do nosso sonho ameaçada por um experimento que fizemos errado, um trabalho que não terminamos de fazer, a qualificação que não apresentamos no prazo. São muitas pressões que fazem muitos alunos entrarem em depressão, sofrer de angústia, ansiedade e até cometer suicídio. Já falei sobre esse tema com mais detalhes aqui.

A vida não é fácil, pra quem quer construir carreira na Ciência. São muitas pressões, pouco investimento, condições nem tão boas de trabalho e remuneração nem sempre correspondente a todo o trabalho e esforço. E eu não quero ser uma dessas alunas que infelizmente sofre desses males. Já passei por isso na graduação e foi a pior época da minha vida. Eu não quero terminar odiando o que faço, por isso, eu resolvi dedicar meu tempo livre a mim, minha família, meus amigos, a fazer nada, só ficar na internet, vendo vídeos engraçados, vendo o Corinthians jogar, dormir, enfim.

Hoje eu me despeço de vocês extremamente grata ao Pedro por ter me dado espaço e confiança de publicar aqui sobre um tema tão importante. Ao Aloisio Villar, por ter me indicado e a vocês, por terem acompanhado. Uma última dica que posso dar a vocês é que, se vocês também tiverem a opção, tirem um tempo para vocês. Isso faz um bem muito grande a saúde física e mental.

Finalmente, feliz 2018, leitores.

Imagem: Mídia Ninja

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Visitas

Facebook