Categorizado | Convidados

Copa-2018: a experiência de compra de ingressos no dia 16/11

Preliminary-Draw-of-the-2018-FIFA-World-Cup-in-Russia-Previews

*por Rafael Ribeiro Rocha

16/11/2017. Milhares de aficionados por futebol fizeram plantão na frente do computador na briga por ingressos para a Copa do Mundo. Os brasileiros ainda tiveram que acordar mais cedo e chegar mais tarde no trabalho, já que por aqui eram 7h no horário de verão.

Como previsto, os ingressos não duraram 24h no site, já que essa fase de vendas era por ordem de chegada. Comparando a experiência de 2014 com a atual, vamos a alguns pitacos:

– Injustiça da FIFA: apesar de ser uma segunda fase, na prática era uma “continuação” da fase de sorteio, uma espécia de “fase 1.2 de vendas”. Muito provavelmente estavam disponíveis apenas os ingressos não pagos ou que tiveram baixa demanda na fase anterior. Inclusive, quem já tinha tentado ingressos no sorteio, mesmo que não conseguido, estes ingressos apareciam como “bloqueados” nessa fase de vendas. Erro ou não, certamente algo muito injusto por parte da FIFA;

– F5: NÃO FUNCIONOU! Não fazia diferença nenhuma usar o F5 dessa vez, pura perda de tempo. Aparentemente o sistema de fila é semelhante à venda de ingressos para grandes shows de música no Brasil: o sistema verifica quem está na fila e a partir do início das vendas, distribui senhas aleatoriamente, que vão fazer a pessoa estar mais à frente ou mais atrás da fila. Não faz nenhuma diferença quanto tempo você está esperando na fila, é mesmo uma questão de sorte;

– Táticas para maximizar as chances de pegar uma “senha” boa e entrar mais rápido para as compras: abrir em mais de um navegador, usar janela anônima, usar mais de um computador, celular, tablet, tudo o que tiver disponível. Focar no que estiver com uma posição melhor na fila a partir do início das vendas. Usar mais de um login também é uma boa tática, principalmente para quem precisa comprar mais de 4 ingressos para o mesmo jogo;

– Sobre cartões de crédito: não precisa ser necessariamente no nome do comprador. Consegui comprar com um cartão em nome de uma pessoa diferente do usuário cadastrado no site da FIFA. Importante é que os dados do cartão estejam corretos, e para prevenir o cartão estar habilitado para compras no exterior (vai variar da política do seu banco/cartão);

– Scorpyn 2018? Por enquanto nenhum sinal de programa que coloca os ingressos automaticamente no carrinho, que nos garantiu muitos ingressos em 2014. Seu criador já postou num fórum internacional que está “aposentado” de Copas do Mundo. Nada impede, porém, de algum outro programador tentar criar um programa semelhante. O tipo de “captcha” para compras dessa vez é um pouco diferente, não é digitado, aparece uns botões virtuais que devem ser colocados na ordem certa. Na minha visão de leigo, aparentemente será mais difícil que um programa “automatize” as tentativas de compras. Ou seja, por enquanto será tudo na raça!

– Disponibilidade de ingressos: Até aqui, a demanda por ingressos tem sido menor do que para a Copa no Brasil. Na fase de sorteios, tivemos aproximadamente a metade de pedidos do que na mesma fase no Brasil. Numa observação não estatística, de observação em fóruns e grupos de internet, foram poucos os que não conseguiram nenhum ingresso até aqui, dos que tentaram. Acredito que a final continuará sendo o ingresso mais disputado, seguido por jogos de cabeça-de-chave e mata-mata em Moscou e São Petersburgo. TST Brasil também foi um ingresso muito disputado, e não estará mais disponível nas fases seguintes. Agora a situação só será definida após o sorteio dos grupos em 01/12. A partir dali, alguns jogos de primeira fase passarão a ser alguns dos mais disputados, envolvendo seleções mais populares, enquanto outros serão os “encalhados” da vez.

– Estabilidade do site: muito boa! Em nenhum momento, apesar da alta procura, o site caiu no dia 16/11. Teve sim problemas de lentidão, pequenos travamentos, problemas ao tentar incluir ingressos no carrinho (que ainda apareciam em vermelho – baixa disponibilidade) mas não entravam de jeito nenhum. Alguns problemas relatados na hora do pagamento, mas aí não dá pra saber se era erro do site ou problemas de segurança do cartão. De todo jeito, o site funcionou muito melhor que 90% dos sites brasileiros em dias de abertura de vendas para grandes eventos.

Por enquanto é isso, pessoal. Qualquer dúvida sobre a venda de ingressos, tentarei responder nos comentários. Lembrando que a próxima fase de vendas será por sorteio, porém essas dicas poderão ser muito úteis para a fase 4, por ordem de chegada e a última fase, de vendas por última hora.

Agora é aguardar o sorteio dos grupos e traçar a estratégia de compras para as próximas fases de venda, além de definir de vez o roteiro e reservar as hospedagens, antes que os mexicanos lotem tudo! Até a próxima, e boa sorte com a fatura do cartão!!!

5 Respostas para “Copa-2018: a experiência de compra de ingressos no dia 16/11”

  1. Thiago Bruno disse:

    Compartilhei de todas as suas observações, Rafael!

    Parabéns pela matéria

  2. Raphael disse:

    Excelente! Mas vale lembrar que ainda tem ingresso disponível para TST.
    Praticamente TST3,4 e 5 para algumas seleções.

  3. Thiago disse:

    Muito bom post Rafael! revive um pouco o que passamos aqui em 2013 rs

  4. Reno schuh disse:

    Muito bom. Esclarecendo bastante. Um dúvida. O início das vendas é a zero horas de lá, ou seja dia 12 as 18
    Horas daqui????

Trackbacks/Pingbacks


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Visitas

Facebook