Deprecated: get_the_author_ID está obsoleto desde a versão 2.8.0! Use get_the_author_meta('ID') em seu lugar. in /home/pedromig/public_html/ourodetolo/wp-includes/functions.php on line 4713

Deprecated: attribute_escape está obsoleto desde a versão 2.8.0! Use esc_attr() em seu lugar. in /home/pedromig/public_html/ourodetolo/wp-includes/functions.php on line 4713

Deprecated: attribute_escape está obsoleto desde a versão 2.8.0! Use esc_attr() em seu lugar. in /home/pedromig/public_html/ourodetolo/wp-includes/functions.php on line 4713

Nesta terça-feira, amanhã, será realizado o 86º MLB All-Star Game. A edição deste ano será realizada no Great American Ballpark, estádio do Cincinnati Reds, em Ohio. E é precedido do Home Run Derby, hoje, e do MLB Futures Game e Legends & Celebrity Softball Game, realizado ontem.

O MLB Futures Game reúne as melhores promessas das categorias de base de todas as trinta franquias. É um jogo amistoso como qualquer outro com o propósito de vermos em ação os jogadores que estarão causando impacto na liga em dois, três ou quatro anos. Os times são divididos em dois: as promessas americanas contra as promessas do “resto do mundo”. O jogo deste ano demonstrou a dominância americana sobre os prospectos internacionais nos últimos anos. O time americano venceu por 10 a 1.

O Legends & Celebrity Softball Game é, como o nome sugere, um jogo – da modalidade softball, explicarei mais a seguir – entre grandes nomes já aposentados do beisebol contra celebridades de qualquer parte do país. Este ano, participarão lendas como Paul O’Neil, Aaron Boone (ambos são ex-jogadores que estrearam na MLB pelo time da casa), e Vlad Guerrerro (tido como um dos mais temidos rebatedores de sua época entre 1996 e 2011), e famosos tais como os cantores Snoppy Dogg e Jordin Sparks e Kirk Herbstriet, analista de futebol americano universitário da ESPN-mãe. No momento do fechamento deste artigo, este jogo estava atrasado devido às condições climáticas.

O Softball é uma modalidade bastante parecida com o beisebol que conhecemos. As principais diferenças estão no tamanho do campo – que é menor –, na bola – que é maior – e no jeito de arremessa-la – que tem que ser arremessada num movimento em que a palma da mão está virada para cima. É conhecido por ser a versão amadora do beisebol e por ser mais praticada que o beisebol entre mulheres.

hi-res-162d2c71cdf5dd41a5472e3673381d02_crop_northJá na segunda-feira, hoje, as festividades continuam com o Home Run Derby. Este é um evento em que geralmente os principais rebatedores de força de cada uma das duas ligas são convidados por um capitão previamente eleito para participar de uma competição entre quem rebate mais home runs (jogar a bolinha fora do campo) dentro de um certo espaço de tempo. O formato de disputa é basicamente um mata-mata: avança quem rebater mais home runs que o oponente naquela rodada até chegar à final e decidir-se o campeão.

Participam este ano: Joc Pederson (Los Angeles Dodgers), Kris Bryant (Chicago Cubs), Anthony Rizzo (Chicago Cubs), Todd Frazier (Cincinnati Reds), Josh Donaldson (Toronto Blue Jays), Albert Pujols (Los Angeles Angels), Prince Fielder (Texas Rangers) e Manny Machado (Baltimore Orioles). Eu apostaria minhas fichas no terceira-base do Chicago Cubs, Kris Bryant, mas tudo é possível.

O grande evento acontece mesmo na terça-feira para encerrar as festividades com chave de ouro. Não diferente de qualquer jogo da temporada regular ou playoffs, o jogo das estrelas conta com as mesmas regras do beisebol. Gerenciado pelos managers que disputaram a World Series ano passado, Ned Yost – do Kansas City Royals – comandará os jogadores da Liga Americana e Bruce Bochy – do San Francisco Giants – assumirá o cargo pelo lado da Liga Nacional.

Diferentemente dos jogos das estrelas de outras ligas, o da MLB realmente vale alguma coisa. A liga que vencer contará com o “mando de campo” na World Series (finalíssima da MLB). Apesar do fator torcida não ser tão crucial no jogo, é inegável que possuir um jogo a mais em casa que o oponente é uma vantagem quando se disputa uma série de sete jogos valendo um titulo do tamanho que é a World Series.

AllStarFuturesGameBaseball-0b0c3Os jogadores que disputarão o jogo foram escolhidos pelo público e por uma votação entre técnicos e entre os próprios jogadores. O público votou nos titulares ao longo dos últimos dois meses e os técnicos e jogadores escolheram os reservas, os substitutos em caso de contusão e os arremessadores. Dentre estes há uma regra em que cada uma das franquias deve ser representada por pelo menos um jogador. Fica a cargo do manager completar o grupo de 34 jogadores.

Curiosamente pela primeira vez na história do All-Star Game, nenhum jogador do New York Yankees ou do Boston Red Sox foi eleito pelo público para ser titular no jogo. Participam neste ano:

Catchers: Buster Posey (San Francisco Giants), Salvadoz Perez (Kansas City Royals), Russell Martin (Toronto Blue Jays), Stephen Vogt (Oakland Athletics), Yasmani Grandal (Los Angeles Dodgers), Yadier Molina (St. Louis Cardinals);

Primeira-base: Albert Pujols (Los Angeles Angels), Paul Goldschmidt (Arizona Diamondbacks), Mark Teixeira (New York Yankees), Adrian Gonzalez (Los Angeles Dodgers), Anthony Rizzo (Chicago Cubs);

Segunda-base: D.J. LeMahieu (Colorado Rockies), Jose Altuve (Houston Astros), Brian Dozier (Minnesota Twins), Brock Holt (Boston Red Sox), Jason Kipnis (Cleveland Indians), Joe Panik (San Francisco Giants);

Terceira-base: Todd Frazier (Cincinnati Reds), Josh Donaldson (Toronto Blue Jays), Mike Moustakas (Kansas City Royals), Kris Bryant (Chicago Cubs), Nolan Arenado (Colorado Rockies);

Shortstop: Johnny Peralta (St. Louis Cardinals), Alcides Escobar (Kansas City Royals), Troy Tulowitzki (Colorado Rockies), Jose Iglesias (Detroit Tigers), Brandon Crawford (San Francisco Giants);

Outfielders: Bryce Harper (Washington Nationals), Andrew McCutchen (Pittsburgh Pirates), Joc Pederson (Los Angeles Dodgers), Mike Trout (Los Angeles Angels), Adam Jones (Baltimore Orioles), Lorenzo Cain (Kansas City Royals), Brett Gardner (New York Yankees), J.D. Martinez (Detroit Tigers), Ryan Braun (Milwaukee Brewers), A.J. Pollock (Arizona Diamondbacks), Justin Upton (San Diego Padres);

Rebatedores Designados: Prince Fielder (Texas Rangers), Nelson Cruz (Seattle Mariners);

Arremessadores da Liga Nacional: Clayton Kershaw (Los Angeles Dodgers), Madison Bumgarner (San Francisco Giants), A.J. Burnett (Pittsburgh Pirates), Gerrit Cole (Pittsburgh Pirates), Aroldis Chapman (Cincinnati Reds), Jacob deGrom (New York Mets), Zack Greinke (Los Angeles Dodgers), Carlos Martinez (St. Louis Cardinals), Mark Melancon (Pittsburgh Pirates), Shelby Miller (St. Louis Cardinals), Jonathan Papelbon (Philadelphia Phillies), Francisco Rodriguez (Milwaukee Brewers), Trevor Rosenthal (St. Louis Cardinals);

081313Yankees046RA.JPGArremessadores da Liga Americana: Chris Archer (Tampa Bay Rays), Dellin Betances (New York Yankees), Brad Boxberger (Tampa Bay Rays), Zach Britton (Baltimore Orioles), Wade Davis (Kansas City Royals), Felix Hernandez (Seattle Mariners), Kelvin Herrerra (Kansas City Royals), Dallas Keuchel (Houston Astros), Darren O’Day (Baltimore Orioles), David Price (Detroit Tigers), Glen Perkins (Minnesota Twins), Chris Sale (Chicago White Sox), Hector Santiago (Los Angeles Angels);

Não incluídos na lista estão os jogadores contundidos e os arremessadores que jogaram neste domingo – estes estão, por regra, inaptos a arremessar no All-Star Game.

Tenham em mente que são eventos festivos, amistosos, que apesar de possuírem uma pitada de competição compreensivelmente não contam com o máximo esforço constante dos participantes. Entretanto é uma oportunidade de ver bastante coisa de uma só vez. Desde os jogadores que serão estrelas em algum tempo a famosos jogando contra grandes ex-jogadores, passando pelos rebatedores mais fortes, melhores arremessadores e jogadores em geral.

E o mais importante de tudo: divirtam-se!

Imagens: NY Post, AP, Bleacher e Washington Post