Deprecated: get_the_author_ID está obsoleto desde a versão 2.8.0! Use get_the_author_meta('ID') em seu lugar. in /home/pedromig/public_html/ourodetolo/wp-includes/functions.php on line 4713

Deprecated: attribute_escape está obsoleto desde a versão 2.8.0! Use esc_attr() em seu lugar. in /home/pedromig/public_html/ourodetolo/wp-includes/functions.php on line 4713

Deprecated: attribute_escape está obsoleto desde a versão 2.8.0! Use esc_attr() em seu lugar. in /home/pedromig/public_html/ourodetolo/wp-includes/functions.php on line 4713

Neste domingo, final de mês, a amiga e ex-colunista Adriana Martins – dona da Drica Viagens – preparou para os leitores do Ouro de Tolo uma espécie de “Guia Prático da Disney”, com todo o roteiro necessário para a viagem. O início do guia também será útil para quem pretende viajar ao exterior, pois trata da emissão do passaporte.

Vamos a ele:

Guia Prático da Disney

Os pacotes para a Disney variam de tipo e período de duração, podendo ser excursões com guia saindo do Brasil, pacotes com guia apenas nas visitas aos parques e apenas passagem, hospedagem, carro e ingressos.

Não sei se o leitor gosta de viajar em grupo e excursões são normalmente uma média de 40 pessoas juntas quase o tempo todo; mas para uma primeira vez talvez seja interessante, pois o guia acompanha em todos os momentos e está sempre disponível pra esclarecer dúvidas em geral.

Vamos iniciar a partir dos primeiros passos:

1) Antes de viajar:

Passaporte:

O passaporte é individual e custa R$ 156,07 por pessoa. Siga os seguintes passos para retirar seu documento:

1.1) Verifique a documentação necessária. Atenção: não há renovação nem prorrogação de passaporte, se o seu está com prazo de validade expirado ou prestes a expirar e você deseja obter um novo documento de viagem, serão exigidos TODOS os documentos originais relacionados e você deverá solicitar a emissão no próximo passo.

1.2) Solicite a emissão do passaporte. Se tiver dúvidas sobre o preenchimento dos seus dados, ligue 194. Atenção: somente após a inclusão de seus dados será emitida a Guia de Recolhimento da União – GRU.

1.3) Pague a GRU, respeitando sua data de vencimento.

1.4) Compareça ao posto do Departamento de Polícia Federal munido da documentação original exigida (vide item 1), GRU paga e protocolo da solicitação. Não é necessário mais levar fotografia, que será coletada no momento do atendimento. Em algumas unidades do DPF é necessário o agendamento prévio.

1.5) Consulte o andamento do seu pedido de passaporte. O passaporte será entregue pessoalmente a seu titular, mediante apresentação de documento de identidade e assinatura de recibo. Busque seu passaporte no horário e local indicados.

2) Com o passaporte em mão é hora de agendar o visto.

Todo o processo para solicitação do visto é feito através da internet. O valor do agendamento do visto é de R$ 38,00 para até 4 pessoas da mesma família e o valor do visto é de US$ 150,00 por pessoa, independente da idade. Para crianças menores de 14 anos, não é necessário comparecer ao consulado no dia da entrevista. O prazo para agendamento do visto em São Paulo hoje está tranquilo, de apenas 14 dias, enquanto o prazo aqui no Rio está em 74 dias. Brasilia conta com uma espera de 80 dias e Recife a espera é de apenas 3 dias.

Neste primeiro momento seu gasto será de aproximadamente R$ 2.000,00, e será pago a vista cada um no seu momento. Se o leitor quiser utilizar um sistema de despachante para te ajudar com o visto, acrescente a quantia de aproximadamente R$ 300,00 por pessoa.

3) Programando a Viagem

Depois que estiver com todos os documentos em mãos é hora de programarmos a viagem e para isso é preciso que se pense na época em que vai viajar. Se programar a viagem em época de férias escolares, é preciso lembrar que também é período de férias nos EUA e com isso os parques ficam mais cheios e as atrações costumam apresentar muitas filas.

Em julho é verão no hemisfério norte, e como Orlando está localizado na parte sul do país, próximo ao Caribe, as temperaturas tendem a ser bem quentes, quase tanto como aqui no Brasil. Em dezembro/janeiro é inverno, e diferentemente do nosso lá pode nevar e as temperaturas chegam perto do 0º, quando não ficam abaixo. Não é muito comum haver neve em Orlando, mas eu não descarto essa possibilidade, visto que houve uma chuva mista com neve no inverno de 2009/2010.

Se não houver a obrigatoriedade de viajar nestas épocas, sugiro que se vá em setembro, pois as férias escolares americanas já acabaram (como são férias de verão, elas duram de julho a agosto), o que faz com que a cidade, e consequentemente os parques estejam bem mais vazios. E o calor, embora verão, já é bem menos intenso. Ou se não for possível, fevereiro/março também é uma boa opção. Já não está tão frio e os parques já estão mais vazios.

Veja bem, mais vazios é só uma expressão pra dizer que os parques já não estão superlotados como nas férias, pois é incrível como os parques nunca ficam exatamente vazios.

4) Outra coisa que muitos se perguntam é sobre quanto tempo devem ficar lá.

Não existe um padrão. O que determina quanto tempo vc vai ficar em Orlando são principalmente 2 fatores: quanto se está diposto a investir e quanto tempo livre se tem disponível.

O mais importante é fazer um planejamento prévio do que se quer conhecer, e que parques pretende visitar. Eu sou extremamente ‘suspeita’ porque amo tudo aquilo; de qualquer forma relaciono abaixo os principais parques para que o leitor tenha uma ideia e defina suas prioridades.

Entre no site deles e descubra o que cada um deles oferece, assim fica mais facil pra se decidir, ou não… Não vou colocar minhas impressões sobre os parques, pois acho necessariamente que são todos muito legais.

Parques DISNEY 

– Magic Kingdom
– Epcot Center
– Hollywood Studios (antigo MGM)
– Animal Kingdom
– Blizard Beach – parque aquático
– Typhoon Lagoon – parque aquático
– Disney Quest

Parques UNIVERSAL – 

– Universal Studios
– Island of Adventure

Outros Parques

Sea World 

– Discovery Cove
– Aquatica – parque aquático
Busch Gardens
– Wet’n’ Wild- parque aquático

5) Onde ficar

Orlando é uma cidade um pouco diferente quando se fala em turismo. Lá as pessoas não se hospedam no centro da cidade, aliás, o centro fica restrito ao morador mesmo. As melhores opções de hospedagem, a meu ver, são as seguintes:

International Drive – é uma avenida imensa, onde fica o Centro de Convenções e a maioria dos hotéis. Tem um excelente comércio e shoppings ao longo de sua extensão. A maioria dos hotéis conta com frigobar e microondas nos apartamentos, já que o café da manhã não está incluido em muitos casos. Aliás, alimentação merece alguns parágrafos a parte. Se o amigo quiser poderá passear pela International Drive com o Google Maps. Os parques da Universal ficam proximos.

Kissimmee Area – ou área de Kissimmee, que é uma área fora de Orlando, mais próximo aos Parques da Disney, mas longe da área do Orlando. É muito bom lugar, principalmente pra quem vai em grupo e vai alugar carro, pois é considerado longe e taxis em orlando são bem caros.

Particularmente prefiro a área da International Drive, pois é uma área em que se pode andar a pé, com várias lojas e opções de excelentes restaurantes.

6) Por falar em restaurantes, o que comer é uma das maiores dúvidas de quem vai pela primeira vez.

Orlando não tem só fast food, mas é inegável que a alimentação diária, principalmente nos dia de visita aos parques, é feita de comida rápida, pois você fica praticamente o dia todo nos parques e sua melhor refeição será feita apenas à noite, quando retornar ao hotel.

É claro que há exceção, e a principal dela na minha opinião é quando se visita Epcot Center, pois dentro deste parque há um pavilhão dos países – e dá pra se comer muito bem na Itália. Se o leitor é apreciador de cerveja como o titular deste blog, no pavilhão da Alemanha tem umas ótimas.

Não que não haja comida nos parques, mas o normal deles é isso mesmo, um hamburguer com fritas e refrigerante (ou suco industrializado). Em Orlando tem dois restaurantes brasileiros que são legais, então dá pra ir jantar – se o cansaço permitir.

Para quem tem crianças, recomendo que nos dias dos parques se leve uma mochila com alguns biscoitos e água. É bom ainda para economizar, já que tudo é muito caro por lá. Há bebedouros espalhados pelos parques para que as pessoas possam se reabastecer.

7) Durante a viagem…

CLIMA:

• JANEIRO: Temperatura em torno dos 20ºC e fuso horário de 3 horas a menos.  Levar roupas normais (nem muito quentes, nem muito frescas) e ter sempre um casaco à mão, para usar em caso de necessidade.  Também levar um agasalho mais forte, no caso da temperatura cair.

• JULHO: Temperatura em torno dos 35ºC e fuso horário de 1 hora a menos.  Leve roupas leves: short, camiseta, hidratante, boné, etc… É muito quente e abafado em julho. Deve-se beber muita água.

• PARQUE AQUÁTICO – Roupa de banho completa.  Toalha e armário com chave mediante pagamento no local.  Evitar biquíni por causa dos vários escorregas. Levar roupa para usar depois do parque.

• CAPA DE CHUVA – Chove com constância em Orlando (pancadas fortes e rápidas).  Levar para os parques.

HOTEL:

• Voltagem de 110V. Recomendamos levar adaptador para tomadas americanas.

• SISTEMA DE PAY PER VIEW, TV A CABO E VIDEOGAME NOS QUARTOS: Não está incluído e custa caro. Muito cuidado antes de utilizar quaisquer desses serviços.  Na dúvida, solicitar ao guia mais informações.

• TELEFONE: Os hotéis normalmente cobram taxas caras para ligação do quarto, especialmente interurbano.  Evite utilizar.  Aconselhamos utilizar os telefones públicos que ficam no lobby do hotel.

8) Observações Gerais:

• ORDEM DA PROGRAMAÇÃO – Todo o programa publicado é cumprido, mas a ordem da programação só é determinada próximo da viagem, pois os parques definem os dias e horários das paradas, fogos, etc no início de cada mês. 

• Gastos com alimentação: U$20,00 em média por dia
• Bebida alcoólica: proibida para menores de 21 anos.
• É proibido entrar no ônibus com alimentos e bebidas.
• Cigarro: Não é permitida a venda de cigarro aos menores de 21 anos.  É proibido fumar em locais fechados. Nos parques, são designadas áreas especiais para os fumantes.
• Guarde todos os recibos das compras até o Brasil.
• COTA DE COMPRAS: U$500,00 nas lojas do Estados Unidos (durante a viagem) + U$500,00 no Free Shop.

Acredito que com essas informações iniciais o leitor pode começar a pensar no assunto. Divirta-se!