Deprecated: get_the_author_ID está obsoleto desde a versão 2.8.0! Use get_the_author_meta('ID') em seu lugar. in /home/pedromig/public_html/ourodetolo/wp-includes/functions.php on line 4713

Deprecated: attribute_escape está obsoleto desde a versão 2.8.0! Use esc_attr() em seu lugar. in /home/pedromig/public_html/ourodetolo/wp-includes/functions.php on line 4713

Deprecated: attribute_escape está obsoleto desde a versão 2.8.0! Use esc_attr() em seu lugar. in /home/pedromig/public_html/ourodetolo/wp-includes/functions.php on line 4713

Me utilizo de uma das frases icônicas do filme “Tropa de Elite” para definir o que ocorreu na Marquês de Sapucaí na noite de sábado. A diferença entre a Imperatriz Leopoldinense e as demais escolas foi a mesma entre uma escola de Grupo Especial e um a da Série A, ainda mais em um ano com extremas dificuldades financeiras e de estrutura como 2020.

O desfile se iniciou com a Acadêmicos do Sossego com um desfile honesto, mas mais um enredo de difícil compreensão. O carnavalesco Alex de Oliveira, que participou deste carnaval, comentou no Twitter que um dos carros que ele havia projetado desfilou pela Unidos da Ponte. Bateria e o intérprete Nego firmes.

A Inocentes de Belford Roxo homenageou a jogadora Marta em um desfile bem mais agradável que as previsões iniciais. O samba, do qual não gostava, funcionou bastante, apoiado no competente intérprete Pixulé e em uma bateria que, na minha avaliação, é a mais subestimada do Rio de Janeiro.

O carnavalesco Jorge Carybé obteve algumas soluções bastante interessantes para fantasias e alegorias, baratas e que deram bom efeito.

A Unidos de Bangu poderia ter explorado melhor seu enredo, mas esbarrou em alegorias equivocadas e em um samba que não teve um bom desempenho. A propósito os quatro sambas encomendados à parceria encabeçada por Orlando Ambrósio foram muito mal neste desfile.

Não vi a Santa Cruz, pois estava na concentração da Imperatriz Leopoldinense. Vim na Harmonia fazendo carro de som, bateria e ajudando no recuo, a convite do Diretor de Carnaval Marcos Aurélio Fernandes – a quem agradeço de público.

E parecia outro grupo sob qualquer aspecto que se analise. Tanto nos quesitos técnicos como plásticos, mostrou que é uma escola de Grupo Especial. A diferença para as demais foi abissal e será uma grande surpresa se não for a vencedora na Quarta Feira de Cinzas.

Isso também ocorreu porque a Unidos de Padre Miguel uma vez mais patinou em problemas. O abre alas era largo demais e teve as laterais danificadas, além de problemas na Evolução. Me parece claro que a escola precisa de uma Direção de Carnaval mais eficiente. O samba também confirmou o que muitos analistas (eu incluso) comentamos quando de sua escolha: que foi uma opção equivocada.

A escola tinha um tripé com seu símbolo, o boi vermelho, como “pede passagem” (abaixo)

Outra agremiação que pagou por uma péssima escolha de samba foi o Império da Tijuca. O enredo foi até bem contado, mas o samba, o pior da Sapucaí deste ano, jogou para baixo o desfile.

Finalizando, penso que a Imperatriz Leopoldinense deverá ser a campeã deste grupo e com muita folga, com um domínio avassalador. Qualquer outra campeã seria um resultado insólito e inexplicável pelo que se viu na pista.

Na outra ponta o Império Serrano também foi avassalador, mas infelizmente de forma negativa, e deveria ser rebaixado bem abaixo das demais escolas. Entretanto, tenho dúvidas se não irão segurar a escola neste grupo. A outra rebaixada, a meu juízo, deveria ser a Renascer.

No final das contas, o belo desfile da Imperatriz Leopoldinense salvou um ano de Série A onde os problemas financeiros e estruturais prejudicaram bastante o que se viu nestas duas noites. Uma agremiação de Especial e muito superior às demais.

Imagens: Ouro de Tolo

4 Replies to ““Na Cara Não, Pra Não Estragar o Velório””

  1. Só discordo em relação ao seu mau julgamento quanto o samba da UPM.
    Pela hora do desfile e depois do sacode da Imperatriz, o samba manteve bastante o pique.
    Aliás, vou além: se não tivesse acontecido o entrave do primeiro carro no início da pista (Comprometendo a evolução, que foi murchando), o desempenho do Samba teria sido ainda melhor.
    Sobre a direção de carnaval, é isto, pois acrescente à lista de problemas da UPM o último carro sem a escultura principal: um enorme capoeira em posição de jogo com cabelos de dread feitos em etafon.
    Curioso para saber o que aconteceu com esta escultura.

  2. Gente, essa informação de que um carro da Sossego passou na Unidos da Ponte é uma inverdade. Todos os carros da Ponte que desfilaram foram projetados pelo Lucas Milato. Fiz parte da equipe que colaborou com o Lucas e posso garantir que a concepção das alegorias foi exclusiva do Lucas. Essa informação é absurda.

  3. Foi um sacode da Imperatriz. Me emocionei com o desfile. Um resgate. Lindo foi ver esse sambao sendo cantando a plenos pulmões por toda a escola. Adorei a reedição. Leandro Vieira foi muito feliz na concepção de alegorias e fantasias, adorei o fato dele não ter caído no comum. Usou mais cores além do verde e branco. Um desfile inesquecível. O rebaixamento fez bem a Imperatriz que vai voltar ao seu lugar de direito na pista.
    Vi você Migao animado cantando na transmissão.
    Só da Lalá!
    Que Leandro faça mais um sacode hoje com a Mangueira também!

  4. Pedro, se a Imperatriz não vencer será o maior absurdo dos últimos tempos, deixaria a derrota do Império em 2012 e a vitória da São Clemente em 2003 no chinelo. Esse desfile da Imperatriz no Especial disputaria o título tranquilamente!

    Antes achava que a bateria e a comissão de frente poderiam ajudar a segurar o Império, após rever o desfile não dá. O justo seria o rebaixamento, junto com a Unidos de Bangu, mas a meu vera a Renascer foi um pouco melhor do que ela. Mas apuração do acesso é uma coisa complicada…

Deixe uma resposta para Luis Fernando Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.