Tem uma cena em Tropa de elite para mim que é marcante.

Os oficiais do BOPE sobem um morro e prendem jovens que usavam drogas. Pegam um desses jovens que era “vapor” do morro, rapaz responsável por tomar conta e avisar os problemas e pede para que ele aponte quem são os do tráfico mesmo sabendo que ele seria punido por aquilo. Chorando ele aponta.

Tempo depois a mãe do vapor vai ao BOPE pedir ajuda para enterrar seu filho. Ao receber a resposta que a polícia não matou o vapor ela pergunta “Mas vocês acham que aquilo que vocês fizeram não teria consequências?”.

Me lembrei da cena quando soube que mataram o Fernandinho Guarabu, o “dono” do morro do Dendê.

Evidente que como toda pessoa de bem (vem me dando coceira essa expressão “do bem”) sou contra traficante e o tráfico de drogas, mas acho completamente compreensível a apreensão da população da Ilha do Governador com a morte do traficante.

Como eu disse algumas vezes em colunas ao citar a Ilha o bairro não é seguro, nenhum do Rio é, mas comparado com o resto da cidade é sim um dos bairros mais tranquilos do Rio. Não por causa da polícia já que infelizmente parte dela está mais preocupada em fazer segurança de estabelecimentos na hora de fechar ou mexer com as meninas dos puteiros ou que fazem ponto nas calçadas.

Existia essa segurança por causa do Fernandinho. Não que ele fosse gente boa, ouvi histórias terríveis dele, mas por ser inteligente o suficiente para saber que assaltos, violência em geral prejudicariam seus negócios. Ele não queria chamar atenção da polícia e da mídia. Dessa forma a Ilha se sentiu segura e ele se manteve no poder por quinze anos.

A queda de um traficante costuma trazer alívio, mas aqui preocupa. O que fez com que caísse? Qual o motivo? Sinceramente não acredito que com o cara comandando quinze anos o tráfico de um bairro que só tem uma saída só tenham lhe achado agora. Acabou o dinheiro da propina ou foi um limpa trilhos para que outro assumisse o comando do morro? Talvez outra facção. Milícia? Não sei, o tempo dirá.

O que será da Ilha agora? Continuará sendo um bairro tranquilo? Uma cidade do interior dentro de uma megalópole? Por enquanto o BOPE e o Choque estão aqui com seus policiais. Mas e quando forem embora? O governador machinho metido a Chuck Norris irá garantir a segurança do bairro? Ou o estado deixará tudo pra trás como o capitão Nascimento fez com o vapor?

Nessa história toda eu como morador da Ilha fico com medo de sermos a mãe do vapor na história. Chegar para o BOPE e perguntar “Vocês acham que não teria consequências o que fizeram?”.

O sistema é fod… parceiro.

E ainda vai morrer muito inocente.

Twitter – @aloisiovillar

Instagram -@aloisiovillar

Facebook – Aloisio Villar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.