Categorizado | Jogando nas Onze

Os 12 primeiros jogos

Vjr

Não chegamos à primeira metade do Brasileiro, nem completamos um terço ainda, mas a impressão é de que chegamos, dado ao número grande de partidas realizadas nas últimas semanas e a paralisação de um mês que teremos para a Copa do Mundo.

Não é a metade, mas podemos dizer que o campeonato desse ano será dividido em duas partes. A primeira já foi, e nada garante que a segunda será igual. Times irão treinar, jogadores irão sair, chegar, tudo isso deixa o Brasileirão 2018 aberto mais que em outros anos, quando nessa época já víamos uma tendência.

Quem pode lamentar bastante essa parada é a torcida do Flamengo, porque se não fosse a mesma, era capaz de apostar que o Rubro-Negro era o favorito ao título. Não apenas pela liderança de quatro pontos, mas por praticar nesse momento o melhor futebol do país. De forma surpreendente, méritos do treinador Mauricio Barbieri, o time se ajustou, a garotada vem jogando bem e os contratados para decidir finalmente fazem jus a isso.

Mas como estará o Flamengo no fim de julho? Seguirá no embalo? Como irá seguir sem Felipe Vizeu e principalmente Vinicius Jr? O jovem craque que finalmente aflora? Vai sair mais alguém? Chegar mais alguém? Como passará pela maratona de agosto?

São muitas perguntas que esvaziam o favoritismo que seria destacado. Seus principais perseguidores não eram esperados no começo do campeonato. Atlético, São Paulo e Internacional. Atlético tem um bom time e nenhuma competição em paralelo, vantagens para ele que tem contra o elenco curto e a possibilidade de perder Roger Guedes. O São Paulo tem um elenco interessante, cabe ver como será essa janela de transferências que sempre faz o clube perder peças, Inter é quem surpreende mais dos três por ter vindo da série B, mas tem bom elenco, só não acredito que brigue por título mesmo também não tendo competições paralelas.

E os outros favoritos de antes da competição? Palmeiras, Cruzeiro e Grêmio não engrenam e o Corinthians não pode mais ser chamado de “um dos favoritos” depois da péssima sequência de jogos que teve, perda de jogadores e principalmente do trenador Carille. Grêmio sofre com desfalques e a pouca força ofensiva da equipe, Cruzeiro quando parece engrenar decepciona e também tem um futebol nada apaixonante. Desses mesmo inconstante o Palmeiras parece melhor. Falta se reequilibrar emocionalmente, jogar melhor em casa e não mesclar mais bons jogos com ruins.

Santos, Vasco e Botafogo parece que farão campanhas medianas como fazem atualmente ganhando um jogo e perdendo outro. Dos doze grandes o que preocupa mais no momento é o Fluminense. É o maior beneficiado com a parada do campeonato para assim tentar reorganizar a equipe.

Sport parece que fará boa campanha enquanto os outros do Nordeste irão sofrer. Outro que deve sofrer é o Atlético-PR que não vem se saindo bem no esquema de jogo de Fernando Diniz, Paraná tentou uma reação final, talvez a parada também não seja boa para ele. América Mineiro até agora surpreende positivamente a Chapecoense pode continuar como equipe não rebaixada apesar de perigar o Z4.

Agora é curtir a copa, torcer pelo hexa e esperar a volta do campeonato no fim de julho. Os melhores elencos terão calendário ingrato e isso nivela tudo. Tudo pode acontecer? Com certeza.

Mas, por enquanto, segue o líder.

Twitter – @aloisiovillar

Facebook – Aloisio Villar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Visitas

Facebook