Categorizado | Jogando nas Onze

As finais

EstadualOT

Chegaram as finais dos campeonatos estaduais. Aquele momento em que a imprensa que passou quatro meses dizendo que o torneio valia nada, diz não entender porque os estádios estão vazios.

Devem encher um pouco mais nesse fim de semana até porque vários desses estaduais serão decididos em clássicos e não importa o tamanho da competição, vencer o arquirrival é fundamental e dá um belo respiro no ano.

Alguns estaduais parecem decididos, outros imprevisíveis, a questão é que domingo os principais estados conhecerão seus campeões e teremos o que de mais importante os estaduais nos deram em sua história, a segunda-feira. Aquele momento em que tiramos a camisa do clube do armário, vestimos e zoamos nossos amigos.

Em São Paulo quem deve zoar é a torcida corintiana. Não vai zoar a torcida da Ponte Preta até porque a coitada é o Atlético de Madrid de Campinas com boas campanhas, mas título que é bom, nada.

Vai zoar são-paulinos, palmeirenses e santistas até porque foi apontado por todos como a quarta força do futebol paulista e está aí para novamente levantar a taça. Outro que deve zoar é o torcedor do Coxa. O Coritiba teve uma semana especial, meteu 3 a 0 no arquirrival Atlético Paranaense na Arena da Baixada e viu o CAP tomar de 3 a 0 também na Libertadores, e de novo   em casa, complicando sua situação. Corinthians em São Paulo e Coritiba no Paraná estão com quase as duas mãos nas taças.

Outros estaduais importantes estão indefinidos. Na Bahia o Vitória joga pelo empate para ser campeão e o jogo promete soltar faíscas depois da guerra campal que foi a semifinal da Copa do Nordeste entre eles. Em Minas quem joga pelo empate é o animado Atlético Mineiro depois de golear na Libertadores fora de casa com time misto, mas o Cruzeiro tem um timaço e venceu duas vezes o Galo no ano. No Rio de Janeiro o Flamengo tem a vantagem do empate contra o Fluminense, o time mais surpreendente e com um futebol muito agradável de se assistir. O Fluminense está descansado enquanto o Flamengo vem de um jogo difícil pela Libertadores, assim como o time titular do Flamengo não perdeu por dois gols de diferença para ninguém em 2017 e só perdeu duas vezes por esse placar com o time titular em 2016.

Temos o começo das finais do pernambucano entre o surpreendente Salgueiro que espera não abrir buracos nem estourar o tempo e o Sport que vem animado já que eliminou o Santa Cruz na Copa do Nordeste. No Rio Grande do Sul o Internacional tenta continuar sua luta pela volta por cima conquistando um histórico heptacampeonato contra um surpreendente e valente Novo Hamburgo que tenta fazer história e ser campeão. Ninguém tem vantagem no Sul, se empatar irá para is pênaltis e o Inter vive o drama de não ter nenhum goleiro inteiro para a decisão.

E em Santa Catarina a vantagem é da Chapecoense que pode conquistar contra o Avaí seu primeiro título após a tragédia aérea.

São muitas finais com a emoção correndo pelo país, uma boa preliminar para um dos campeonatos brasileiros mais equilibrados da história que começará na próxima semana. Dizem que estadual vale nada, mas para mim vale muito, toda taça conquistada é importante.

Que os nossos times sejam campeões.

Twitter – @aloisiovillar

Facebook – Aloisio Villar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Visitas

Facebook