Categorizado | Convidados

Carnaval Manauara: “Os grupos de acesso do carnaval de Manaus”

Nesta sexta feira o quarto artigo do antropólogo Ricardo Delezcluze sobre as escolas de Manaus traz uma prévia dos desfiles dos grupos de acesso destas cidades e suas dificuldades.

Os grupos de acesso do carnaval de Manaus

Terminei o último texto citando Chico Buarque para exaltar as escolas do acesso de Manaus bem como as escolas que desfilam fora da Sapucaí no Rio de Janeiro. Detestadas por alguns que as veem como anti espetáculo, amadas por outros como este escriba que as tomam como bastião de resistência popular.

Sei que todas, inclusive as espetaculares escolas cariocas tem seu valor para a cultura popular brasileira. Eu também prezo os artistas das grandes e consagradas escolas. Guardo um lugar mais especial porém para as que não estão no Especial. Nunca escondi o quanto me encanta a pureza das pequenas escolas sejam elas novatas, cheias de ímpeto, sejam elas antigas muitas das vezes definhando.

Não abrirei mais parênteses do que já costumo fazer, apenas lembrei do Presidente Macalé da Acadêmicos do Dendê em sua frase marcante para descrever a paixão pelo samba e carnaval que move os foliões das escolas nos acessos pelo Brasil: “Às vezes é uma alegoriazinha feia que você virou noite fazendo um dia antes do desfile com o que tinha no barracão, mas pra gente é lindo e merecedora do campeonato.”

E se um amigo menos paciente logo me rebateu dizendo serem “escolas pirentas” (uma gíria amazonense para descrever algo sem valor, feio); mesmo com um doutor as definindo como “mambembes”. Para mim “do nada, não é nada” e esse mundo é todo delas. No momento em que a magia de pisar na passarela se faz, o mundo gira e eu giro com ele ao redor do mais humilde folião da escola do último grupo, da última divisão de acesso.

Por isso aguardo tão ansiosamente a quinta-feira da semana antecedente ao carnaval. Não apenas por ser a abertura do carnaval de Manaus. Trata-se do meu dia preferido de desfiles, o das escolas de samba do Grupo De Acesso C de Manaus. Diferente do que ocorre no Rio de Janeiro, por aqui elas desfilam no palco principal, o sambódromo. Na sexta-feira outra ocasião fantástica com um explosão orgástica de samba em dois grupos de acesso que dividem o mesmo dia de desfile, os grupos A e B.

Pouca divulgação na mídia, as dificuldades estruturais já citadas anteriormente e outros fatores não impedem os desfiles mais divertidos do carnaval. As alegorias pobres e pequenas frente as grandiosas do Grupo Especial tem uma beleza ímpar difícil de descrever, mas que garanto, vai além dos olhos dos artistas que as moldaram. São artistas que geralmente não trabalham com aquilo. Vez por outra recebem o auxílio de um artista profissional num intervalo de expediente de uma grande escola. Claro que na maioria das vezes por amor. Os escassos recursos muitas vezes se esvaem no material para confecção da parte visual.

Nos desfiles de quinta quem quiser pode chegar para desfilar. Não precisa pagar fantasia. A democracia impera e a alegria é socializada fraternalmente com quem estiver ali. Uma felicidade tão esfuziante que você nem vê o tempo passar. Os desfiles acabam rapidinho deixando um desejo gosto de mais carnaval, de mais samba. A ordem de desfiles é divulgada em cima da hora. Para o carnaval 2014, por exemplo, ainda não há uma definição. Por questões burocráticas também não estão confirmadas quais escolas desfilam. De qualquer forma tentarei traçar um panorama destes dois dias que abrem o carnaval de Manaus.

Como vocês poderão verificar na relação de enredos e escolas abaixo, uma predominância de temas regionais e indígenas nos enredos numa oposição a predominância de enredos afro, infantis ou ecológicos das escolas de menor investimento cariocas. Tomo como exemplo a Legião de Bambas que homenageará o banco de sangue de do Amazonas, HEMOAM. Interessante que essa escola tem um “cachorrão” como símbolo e seus intérpretes costumam anunciar a entrada com latidos de forma bem divertida. Passam pela avenida ainda Ajuricaba e a etnia Saterê Maué na linha dos enredos indígenas com Império do Mauá e Gaviões do Parque. Claro que a Copa estará presente no carnaval com a Leões do Barão Açu. O favoritismo no grupo, tomando o resultado do ano passado como parâmetro é da Vila da Barra, escola do bairro popular da Compensa que ficou em segundo lugar ano passado e por pouco não subiu. Mostrou organização que parece ter mantido neste ano e tem um bom samba.

DESFILE DE QUINTA-FEIRA, 27/02/2014

GRUPO DE ACESSO C

Início: 21:00

G.R.E.S. IMPÉRIO DO MAUÁ – No Império do Mauá Ajuricaba vem reinar

G.R.E.S. LEGIÃO DE BAMBAS  – HEMOAM é sangue bom!

G.R.E.S. LEÕES DO BARÃO AÇU – Manaus Subsede da Copa 2014

G.R.E.S. VILA DA BARRA – Café, o mito, a história, uma mania que percorreu o mundo e chegou ao Brasil

G.R.E.S. GAVIÕES DO PARQUE – Etnia Saterê Maué

Na Sexta-feira é dia de rodada dupla no sambódromo. A noite começa com as escolas do Acesso B. Infelizmente com o acirramento das cobranças de contrapartidas por parte do poder público na liberação da subvenção; devido a disputas políticas internas das escolas; e desmobilização de seus componentes paira certa indefinição sobre a participação ou não de Ipixuna e Mocidade Independente do Coroado.

A primeira por problemas de saúde de um de seu presidente, daqueles que levam a escola para a avenida no braço. Já a tradicional Mocidade Independente do Coroado passa por problemas internos que colocam em jogo sua participação no carnaval deste ano. Uma pena que isto aconteça com o Coroado, escola que tem uma história de grandes carnavais e sambas, por onde passaram grandes nomes do carnaval como o Mestre China e Tiãozinho da Mocidade, escola que estava no grupo principal em 2012. Minha torcida para que a escola se recupere da crise e desfile bem em 2014. Minha torcida também pela Ipixuna, escola que conta com minha simpatia desde que ouvi o maravilhoso samba de 1997 (“Sai da frente/ ou então ande e se una/Pois em arte popular/ninguém ganha da Ipixuna”).

DESFILE DE SEXTA-FEIRA, 28/02/2014

GRUPO DE ACESSO B

Início – 21:00

G.R.E.S.UNIDOS DA CIDADE NOVA – Yara: A Guerreira das Águas

G.R.E.S. IPIXUNA – Tem Fogueira e Balão e a Ipixuna faz adivinhação.

G.R.E.S. MENINOS LEVADOS DA PRAÇA 14 DE JANEIRO – Garantido Show: A riqueza coreográfica da Amazônia

G.R.E.S.MOCIDADE DA RAIZ – O mundo de Walt Disney

G.R.E.S.IMPÉRIO DO HAVAÍ – Omar: Responsabilidade e seriedade.

G.R.E.S. MOCIDADE INDEPENDENTE DO COROADO – Novo Aripuanã: terra do tucumã, portal onde se encontra o sol predileto e o Brasil e o Brasil vai conhecer. IMG_4037

Finalmente o Grupo de Acesso A fecha a noite. Neste grupo se apresentam escolas tradicionais. Despontam na briga pelo primeiro lugar Presidente Vargas, escola que caiu no ano passado mesmo tendo apresentado um belo desfile. Com um astral muito bom e a comunidade mobilizada deve brigar pelas primeira posições. A Império da Kamélia tem um samba lindo, um dos meus preferidos do carnaval ao lado do samba da Presidente Vargas.

A Kamélia terminou empatada ano passado com a Andanças de Ciganos em primeiro lugar do A. Acabou permanecendo no grupo pelos critérios de desempate – e depois de uma longa batalha judicial. A Kamélia leva no nome e na bandeira a boneca símbolo do carnaval de Manaus.

Quem pode levar o título também são Dragões do Império e Primos da Ilha, de bom retrospecto recente no grupo. Vejam que quem brigará por uma vaga no Grupo Especial ao lado de Cidade Alta e Cophasa é a Beija-Flor do Norte, escola que sempre chama atenção pela homônima carioca, considerada “Deusa da Passarela”.

GRUPO DE ACESSO A

Início – 1:00

G.R.E.S. BEIJA-FLOR DO NORTE – Márcio Braga, tua história.

G.R.E.S.UNIDOS DO COPHASA –  África

G.R.E.S. PRIMOS DA ILHA – Manaus, mãe dos deuses cidades de um povo manaós

G.R.E.S. DRAGÕES DO IMPÉRIO – Caminhos segui, a origem encontrei: Dança da Caxemira, a jóia rara da Índia.

G.R.E.S.ACADÊMICOS DA CIDADE ALTA – Na Seqüência do samba, Cidade Alta risca o chão de poesias, Ivan de Oliveira, a voz do Morro.

G.R.E.S.IMPÉRIO DA KAMÉLIA –  Celebrando a cultura . . . Kamélia brinca as festas do meu Amazonas

G.R.E.S. MOCIDADE INDEPENDENTE DE PRESIDENTE VARGAS – Mãos

Reforço, minha torcida é para que os desfiles sejam lindos. Torço para desfiles ainda mais divertidos que os do ano passado. Quero muito que as escolas que não citei na minha distinção rasa das favoritas surpreendam e calem a boca deste pseudo-entendedor de carnaval. Não tem coisa melhor que surpresas que calam a boca de entendedores. E essas escolas tem muitos a calar como críticos, tecnocratas, preconceituosos…

Eu tenho certeza que elas não só calarão a boca como soltarão o grito contido na garganta que aguardava chegar o carnaval.

**********

Em uma iniciativa inédita na cidade foi fundada há poucos dias atrás a ASSOCIAÇÃO DO GRUPO ESPECIAL DAS ESCOLAS DE SAMBA DA ZONA NORTE DE MANAUS (AGEESZON) que promoverá um carnaval popular na Avenida Margarita, bairro Nova Cidade, bem na Zona Norte de Manaus. Uma ótima opção para os moradores da Zona Norte de Manaus e uma benvinda expansão do carnaval das escolas de samba em mais um dia. Participarão dos desfiles:

G.R.E.S. Estrela do Norte
G.R.E.S. Sidoca da Viroca
G.R.E.S. Império do Norte
G.R.E.S. Arrastão da Alegria

E a participação especial das escolas:

G.R.E.S. Legião de Bambas
G.R.E.S. Unidos da Cidade Nova

Blocos:
Fusifolia
Programa Penico Cheio

*****************************************************************************

Mais uma vez agradeço ao pesquisador Daniel Sales pelas informações reunidas neste texto e aos sambistas do Grupo Carnaval de Manaus no Facebook.

3 Respostas para “Carnaval Manauara: “Os grupos de acesso do carnaval de Manaus””

  1. Márcio Braz disse:

    Onde vejo os demais artigos sobre a série a respeito do Carnaval de Manaus??

    Abs,

    M.B

  2. Daniel Sales disse:

    Valeu, caro Delez!

Trackbacks/Pingbacks


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Visitas

Colunas

A Médica e a Jornalista
Bissexta
Buraco da Fechadura
Cerveja, Prazer!
Cinecasulofilia
De Tudo Um Pouco e Vice Versa
Enredo do Meu Samba
Histórias Brasileiras
História e Outros Assuntos
Lacombianas
Kritizismus
Made in USA
Os Nerds na Vida Real
Orun Ayé
Pedro Migão
Sabinadas
Saúde e Batom
Sobretudo
Tou melanje ankò
Toque de Letra
Cerveja
Final de Semana
Samba de Terça
Carnaval 2014