Deprecated: get_the_author_ID está obsoleto desde a versão 2.8.0! Use get_the_author_meta('ID') em seu lugar. in /home/pedromig/public_html/ourodetolo/wp-includes/functions.php on line 4713

Deprecated: attribute_escape está obsoleto desde a versão 2.8.0! Use esc_attr() em seu lugar. in /home/pedromig/public_html/ourodetolo/wp-includes/functions.php on line 4713

Deprecated: attribute_escape está obsoleto desde a versão 2.8.0! Use esc_attr() em seu lugar. in /home/pedromig/public_html/ourodetolo/wp-includes/functions.php on line 4713

Nesta quinta-feira,  na última coluna do ano, o jornalista Fred Sabino faz um balanço do ano da coluna Sabinadas e também do Ouro de Tolo. Vale lembrar que além da coluna e da série “Trinta Atos” o colunista também é o editor substituto deste blog.

Um ano de reflexões

Foi um ano daqueles. Daqueles bem complicados, polêmicos, turbulentos. Tanto para mim em questões particulares como num todo em relação aos acontecimentos na nossa sociedade. Aqui no Ouro de Tolo a coluna “Sabinadas”, mais voltada para o esporte e o Carnaval, procurou acompanhar tudo de perto e tentar levar ao leitor opiniões embasadas e isentas.

Na verdade, mais do que puramente opiniões ou críticas pelas críticas, esta coluna sempre procurou oferecer ideias para que diversos problemas que vemos no dia a dia sejam definitivamente eliminados, mesmo com a consciência de que a politicagem presente nos clubes, escolas de samba, partidos políticos, órgãos públicos e governos é sempre um obstáculo.

Da mesma forma, o Ouro de Tolo mais uma vez cumpriu seu papel de defender a pluralidade de opiniões e levar bastante informação aos leitores. Tem dado certo, pois o blog, mesmo independente como é a sua raiz, vem conseguindo melhorar seus números de acessos. Sinal de que você leitor tem dado uma resposta positiva ao que vem escrevendo o nosso time de colunistas.

Time que tem economista, compositores de sambas, advogados, estudantes, jornalistas… Cidadãos comuns que, num país democrático, tentam contribuir para uma sociedade melhor e mais justa. Se alguma transformação mais profunda vai ocorrer, não sabemos. Mas estou certo de que todos os colunistas estão satisfeitos por terem ao menos exposto alguma opinião ou ideia.

Para mim foi muito prazeroso colaborar com o Ouro de Tolo neste ano. Algumas colunas em especial foram muito gostosas de escrever, principalmente as que me permitiram levar ao leitor alguns bastidores da cobertura automobilística; afinal o esporte a motor tem tantas nuances e “falsas verdades”, e poucos têm o real conhecimento que se passa nos paddocks mundo afora.

Escrever sobre futebol aqui no Ouro de Tolo também é prazeroso, já que, diante das minhas atribuições no dia a dia, não tinha o espaço para dissecar sobre alguns temas do esporte bretão. Reconheço que algumas vezes tenho uma visão pessimista sobre o nosso futebol, mas na verdade eu torço para que as coisas melhorem e possamos desfrutar de novo do melhor que a modalidade tem.

Mas nada se compara ao prazer que tenho sentido em escrever textos sobre o Carnaval, especificamente o Carnaval do Rio de Janeiro, outra das minhas paixões. De vez em quando eu me metia a escrever alguma coisa, mas, por estar morando em São Paulo, não vivia o dia a dia das escolas, o que, portanto, me impedia de ter um maior embasamento sobre as atualidades do mundo do samba.

Foi aí que conversei com o Migão e passei uma ideia: a de relembrarmos os trinta anos de desfiles do sambódromo do Rio. De que forma? Em trinta colunas, revisitando ano a ano os desfiles, com muita pesquisa, muita troca de ideia, recuperação de vídeos de apresentações marcantes, muita consulta às nossas próprias memórias…

Daí nasceu a Trinta Atos. Graças a Deus os textos acabaram ficando interessantes apesar de extensos, e foi possível reunir um grande número de informações de conhecimento público, mas com uma análise mais profunda, além de curiosidades que a maior parte do público não conhece e, principalmente, as histórias de bastidores.

É claro que, num trabalho tão amplo, alguma lembrança desses trinta anos pode escapar, ou então podemos cometer algum pequeno erro de informação, mas estamos procurando levar sempre o melhor possível desses anos todos de desfiles e pedimos desculpas caso tenhamos deixado alguma coisa passar.

Depois da “Trinta Atos”, o Migão surgiu com uma outra ideia muito bacana, que é a série “Escola do Meu Coração”, na qual colunistas do blog e outros convidados estão escrevendo sobre as escolas de samba pelas quais torcem. E tem sido mais um sucesso, com textos apaixonados e apaixonantes sobre essas agremiações que prestam um serviço à cultura nacional.

Mais um ano está acabando e para mim 2014 será de mudanças. Por questões pessoais, voltei há poucos dias para o Rio de Janeiro, cidade onde vivi 29 dos meus 32 anos. Acabei tendo de deixar temporariamente a cobertura do automobilismo, mas vou como sempre trabalhar duro na minha nova área de atuação na empresa na qual estou empregado.

Por fim, desejo um 2014 cheio de vitórias e alegrias a todos vocês leitores. Mas, acima de tudo, se 2013 foi um ano de reflexões, que possamos refletir ainda mais no ano que vem e fazer o melhor.

Amém!

P.S.: devido ao excesso de trabalho dos últimos meses pela fase final dos campeonatos de Fórmula 1 e Stock Car, e por causa do processo envolvendo a minha mudança, ainda não consegui escutar com calma os sambas-enredo do Grupo Especial e Série A do Rio para 2014. Por isso, ainda não consegui analisá-los da forma adequada e prometo fazê-lo em breve aqui no Ouro de Tolo.