Na noite de ontem, segunda feira, houve o lançamento da chapa de oposição à Presidência da Portela, a “Portela Verdade”. Fruto de um trabalho de dois anos, comandado por sócios, torcidas organizadas, site e outros admiradores e amigos, buscou desde o início empreender uma frente de oposição unida ao atual presidente, que comanda a Águia como se propriedade particular fosse.

A chapa tem como presidente o membro da Velha Guarda Show e compositor Serginho Procópio – comigo, abaixo na foto – tendo como vice presidente o eminente sócio e liderança Marcos Falcon e como Presidente de Honra Monarco, nossa maior referência viva da tradição portelense e figura inquestionável dentro da escola.

20130225_203511 mexida

Aproximadamente 1.200 pessoas estiveram presentes ao evento, número muito acima do previsto pela organização. É fato de que a família portelense quer mudanças e quer a Águia de volta ao lugar de onde nunca deveria ter saído: o primeiro lugar. Eatavam presentes segmentos como o puxador Gilsinho e o mestre de Bateria Nilo Sérgio – que chegou depois, o locutor oficial ‘Boca’, a Velha Guarda em peso (tanto a Velha Guarda Show como a Galeria da Velha Guarda), componentes, sócios, torcidas como a Guerreiros da Águia e a Amigos da Águia e elementos da bateria.

Além disso, figuras representativas como o grande David Correa, Luis Carlos Magalhães, o Presidente da Tradição Nésio Nascimento – filho de Natal da Portela, descendentes de Paulo da Portela, pesquisadores como Ricardo Cravo Albin, figuras proeminentes como Dona Dodô e muitos outros elementos importantes. Isso mostra o quão a escola quer mudanças em sua administração.

O evento se realizou em Campinho, na concessionária Peugeot pertencente ao Grupo Milocar, que ao lado da Viação Litoral e de outras empresas estará apoiando a nossa administração em caso de vitória.

20130225_215410

(Com o candidato a vice presidente Marcos Falcon)

O evento foi aberto com o Presidente de Honra da chapa Monarco cantando o Hino da Portela e exortando os portelenses a voltar aos tempos de glórias. Foram lidos os princípios do programa de governo da chapa – que reproduzo ao final deste post – e Serginho Procópio fez um discurso enfatizando que é um grupo que está trabalhando, sem haver uma predominância de um ou outro nome – pessoalmente, posso atestar isso.

O candidato a Presidente também enfatizou a necessidade de reconstrução da Ala de Compositores e que as disputas de samba sejam limpas e com lisura. O leitor mais antigo deste Ouro de Tolo sabe que os dois últimos anos – onde venceu o melhor samba e não o preferido de fulano ou beltrano – são exceções na história recente, conspurcadas por boatos que sempre ao final acabavam se confirmando.

Também se enfatizou o respeito aos componentes, expresso em coisas simples como entregar as roupas das alas de comunidade e da escola com antecedência – em 2013 as roupas das baianas foram entregues na noite de desfile e roupas de outras alas vieram com tamanhos diferentes dos necessários.

20130225_220237(Com o Presidente de Honra na chapa, Monarco)

O candidato a vice presidente Marcos Falcon fez um discurso forte, mais voltado ao lado administrativo propriamente dito. Enfatizou a necessidade de uma administração profissional e transparente, deixando claro que somente voltaremos aos tempos vitoriosos se a escola experimentar um verdadeiro “choque de gestão”. Não por acaso, o lema da nossa chapa é “Administração com Transparência”

Falcon também enfatizou o apoio do Grupo Milocar e da Viação Litoral, como exemplos da respeitabilidade das propostas. Também deixou claro que a administração será cobrada (minha leitura: inclusive na Justiça) pelos seus atos no exercício do cargo.

Também se lembrou o fato de que a atual administração inchou os quadros com sócios beneméritos com um ano de serviços prestados, bem como de notórios mangueirenses como os ex-presidentes Elmo e Alvinho e o Governador Sérgio Cabral. Enquanto isso, ícones portelenses como Paulinho da Viola (acreditem), Teresa Cristina e Zeca Pagodinho não desfrutam da honraria de serem sócios beneméritos da Portela.

Após seu discurso os comandantes da chapa ficaram à disposição da imprensa enquanto o público era brindado com um show musical da Velha Guarda. Minha avaliação é de que o evento deixou claro que os portelenses querem mudanças e que estão conscientes de que esta mudança será disponibilizada pelo ousado plano de governo da Chapa Portela Verdade.

20130225_203225

(Com o Mestre David Correa)

Informo aos leitores que estarei na chapa completa (que é composta de 40 membros incluindo os Conselhos Deliberativo e Fiscal), compondo o Conselho Fiscal. Jamais havia pensado em me envolver na política da escola – embora seja sócio desde 2007 e tenha esta condição principalmente para ter o direito de voto – mas o momento exige que todos aqueles que são portelenses de verdade se envolvam de corpo e alma no trabalho de resgate da instituição.

Confio plenamente na capacidade do grupo que está envolvido na campanha, além de ter dado pequenas sugestões ao plano de gestão apresentado no dia de ontem – e que estará detalhado proximamente de forma completa no site do “Portela Verdade”.

A Portela quer mudar, a Portela vai mudar e nós iremos mudar a escola. No alto e no final do post temos dois vídeos que darão mais detalhes aos leitores. Disponibilizo abaixo cópia do plano resumido de governo que foi apresentado no dia de ontem, mas posso adiantar aos leitores que, se vencermos, todos aqueles que desejarem poderão ser sócios com direito a voto da Portela.

20130225_200349(Foto tirada uma hora antes do início do evento. Já estava bastante cheio)

Plataforma de Campanha:

Presidente de Honra: Monarco

Presidente: Serginho Procópio

Vice-presidente: Marcos Falcon

Objetivo: Apresentar conjunto de ações (curto, médio e longo prazo) que garanta sustentabilidade institucional, competitividade e adequação às novas diretrizes de governança para o G.R.E.S. Portela.

Valores:

1. DEMOCRACIA: respeito às decisões dos órgãos internos do G.R.E.S. Portela (presidência e vice executivas, conselho deliberativo e conselho fiscal), que funcionarão como poderes que se fiscalizam entre si;

2. TRANSPARÊNCIA: maior clareza de comunicação das atividades realizadas e das decisões tomadas pela presidência e vice-presidência executivas, pelo conselho deliberativo e pelo conselho fiscal do G.R.E.S. Portela aos sócios, às empresas parceiras, às instituições públicas e outras partes interessadas;

3. ÉTICA: princípios morais importantes para o bom funcionamento social doG.R.E.S. Portela;

4. ESPÍRITO DE EQUIPE: Processo decisório em colegiado. Cooperação mútua entre as pessoas / departamentos de modo que o interesse do G.R.E.S. Portela esteja sempre na frente dos interesses pessoais / departamentais;

5. RESPEITO AOS VALORES PORTELENSES

Linhas Gerais de Ação:

Auto-sustentabilidade Econômico-Financeira; Equilíbrio Patrimonial; Gestão por Competências.

Detalhamento:

A) Promover o saneamento financeiro e fiscal da agremiação para que a instituição volte a ter crédito e credibilidade no mercado e esteja apta para usar as leis de incentivo e de renúncia fiscal para captar recursos;

B) Realizar, por meio de uma empresa externa e independente, ampla auditoria nas contas da escola.

C) Sobre a Sede Social:

C.1) Restabelecer o nome original do Portelão – Academia do Samba Natalino José do Nascimento – com a devida identificação por placa e busto do eterno patrono Natal da Portela;

C.2) Realizar tratamento acústico;

C.3) Implantar projeto de climatização da quadra;

C.4) Definição de um lugar adequado para a bateria nos ensaios;

C.5) Reconstruir a Capela dos Santos Padroeiros da Portela e a Butique da Dodô, entregando-as aos cuidados de Dona Dodô;

C.6) Batizar os camarotes com nomes de baluartes que construíram a história da Portela.

D) Resgatar a Feijoada da Família Portelense como evento cultural, devolvendo os preparativos da gastronomia aos cuidados das Baianas e da Velha Guarda;

E) Reformas Estatutárias: na forma como prevê o estatuto social vigente.

E.1) Limitar a quantidade de mandatos consecutivos para presidente e vice-presidente executivos: máximo de 2 mandatos;

E.2) Criar o “Conselho de Baluartes”, formado por portelenses que notadamente dedicaram suas vidas à Portela, que passariam a integrar o Conselho Deliberativo de forma vitalícia;

E.3) Estipular limite máximo de tempo para o registro em cartório das atas dasreuniões da Portela (Assembleias Gerais, Conselho Deliberativo, Conselho Fiscal e relevantes atos da presidência executiva);

E.4) Estipular limite máximo à quantidade de novos sócios beneméritos.

F) Reformulação do Quadro Social:

F.1) Abertura do quadro social (sócios contribuintes e proprietários);

F.2) Reconhecer o direito legítimo dos membros da Velha Guarda da Portela para integrar o quadro social da escola;

F.3) Reconhecer o direito legítimo de antigos sócios que reivindicam judicialmente a inclusão no quadro social da Portela;

F.4) Estender o direito ao voto para os sócios sambistas, desde que tenham reconhecido vínculo com a Portela.

G) Projeto de Marketing:

G.1) Programa de sócio-torcedor com abrangência nacional;

G.2) Contratação de profissionais especializados para alavancar a Marca “Portela”;

G.3) Licenciamento e Gestão da Marca “Portela”;

G.4) Rentabilização da Quadra de Ensaios.

H) Estreitar o relacionamento com a comunidade (empresas do bairro/região, moradores, etc.);

I) Estreitar e fortalecer parcerias com as instituições públicas e privadas;

J) Fortalecer o Departamento Musical da Portela: valorização e fortalecimento da Ala de Compositores da escola, escolinha de formação musical (instrumentos, canto e dança), organização de eventos incorporados ao calendário da escola e a volta do concurso de sambas de terreiro;

K) Fortalecimento do Departamento Cultural:

K.1) Centro de Memória, Artes e Educação da Portela (CEMEARTE);

K.2) Recolher as diversas fontes de informação escrita, audiovisual, cenográfica, musical e iconográfica sobre a Portela;

K.3) Programa de incentivo à leitura;

K.4) Estabelecer parcerias com as escolas públicas da região de Oswaldo Cruzpara difundir às novas gerações a história da Portela;

K.5) Estimular projetos de resgate e preservação da memória das manifestações de Oswaldo Cruz;

K.6) Incentivar a criação do projeto Perímetro Cultural de Oswaldo Cruz;

K.7) Consolidar o Departamento Cultural como grupo de referência para apoio ao Departamento de Carnaval no desenvolvimento do enredo.

L) Implantar Projeto Social e Esportivo da Portela:

L.1) Centros de Formação, Capacitação e Aperfeiçoamento Profissional, Empreendedorismo e Cooperativismo;

L.2) Cursos de Alfabetização e pré-vestibular comunitários;

L.3) Programas de Saúde Preventiva;

L.4) Incentivar a prática esportiva como complemento da educação entre os jovens da comunidade portelense;

L.5) Construção da Vila Olímpica no campo do Washington Vila.

M) Estreitar as relações com a G.R.C.E.S.M. Filhos da Águia:

M.1) Reforçar nos jovens os valores da cultura afro-brasileira e, especialmente, do samba carioca;

M.2) Promover o surgimento e o desenvolvimento de novos sambistas para a Portela;

M.3) Formar jovens para as atividades profissionais ligadas às artes carnavalescas.

N) Desenvolvimento de um site oficial profissional e dinâmico:

N.1) Comercializar nacionalmente produtos com a marca “Portela”;

N.2) Criar espaço denominado “Portal da Transparência”: acesso irrestrito ao organograma da escola, estatuto social e lista nominal completa do quadro de sócios e acesso exclusivo a sócios à proposta orçamentária e ao resumo dos balancetes financeiros;

N.3) Criar espaço de ouvidoria para receber sugestões e críticas dos admiradores da Portela.

O) Diretrizes Gerais para o Carnaval:

O.1) Buscar os melhores profissionais disponíveis no mercado garantindo a formação de uma equipe de carnaval de competência reconhecida;

O.2) Garantir investimentos para os quesitos “plásticos”, corrigindo um problema crônico da Portela nos últimos anos;

O.3) Garantir o cumprimento do cronograma de trabalho, evitando os constantes atrasos que atrapalham a qualidade de execução do Carnaval e aumentam os custos;

O.4) Honrar os compromissos trabalhistas e melhorar as condições de trabalho dos funcionários do barracão;

O.5) Reforçar as alas de comunidade;

O.6) Garantir a qualidade das fantasias de comunidade, sob responsabilidade da escola;

O.7) Fiscalizar o trabalho das alas comerciais, garantindo o cumprimento do projeto original;

O.8) Limitar a distribuição de camisas que atrapalham a evolução da escola;

O.9) Reestruturar a ala de compositores da Portela garantindo a lisura e a transparência nas disputas de samba-enredo;

O.10) Reconhecer o direito dos compositores vencedores à totalidade da arrecadação referente ao samba. 

Esta plataforma está aberta a sugestões que devem ser encaminhadas para o seguinte e-mail: portelaverdade@gmail.com.

9 Replies to “Portela Verdade – Lançamento da Chapa”

  1. Sou mangueirense mas quem me conhece sabe que sempre torço para as escolas tradicionais, como a Portela, sempre estarem fortes. Por isso, torço para que o choque de gestão necessário na Majestade do Samba aconteça o quanto antes.

  2. Migão,

    Tô na torcida pela nossa PORTELA. Permita-me o direito de não acreditar em muita coisa neste momento, mas tô torcendo muito para que nossa escola volte ao lugar de onde nunca deveria ter saído. Até pq conheço o Serginho Procópio e sei de suas boas intenções e de seu AMOR pela PORTELA.

    Não frequento mais a Portela. Frequentei por alguns bons anos da minha vida, mas desde que me foi negado o direito de ser sócio por este atual Presidente Nilo Figueiredo, optei por sofrer de longe. Quem sabe não tenha chegado a hora de voltar a frequentar com regularidade?

    Saudações Portelenses e BOA SORTE a todos da chapa!!!

    1. Gabriel, eu não estaria emprenhando o meu (pouco) prestígio pessoal se não acreditasse no projeto. Vem com a gente!

      Mas entendo suas ponderações. abraço!

      1. Com certeza este é um dos motivos pelos quais não desacredito, amigo. Seu (pouquíssimo rs) prestígio pessoal vale muito e eu sei que a coisa pode dar certo. Tenho receio de alguns Portelenses, enfim…

        Quanto ao “vem com a gente”, tô sempre junto, Migão. O Portelense tem isso, somos todos muito parecidos e você sabe o amor que tenho pela minha Escola. Boa sorte MESMO a todos!!!

        Aproveito e deixo estes versos (que aliás, pergunto: são do Monarco ou de João Nogueira? Tenho essa dúvida)

        “O que nos vale é a fé
        Que encoraja e conduz,
        Portelense de verdade
        Que defende oswaldo cruz.”

        1. cara, os dois gravaram, mas pelo que sei o samba é do Monarco.

          quanto ao projeto, é profissional e tem a transparência como lema. Quero ver o amigo disputando samba na Águia este ano – quem sabe com o Aloísio?

          abs

  3. Amigo Pedro Migão, você vai entrar nessa? Continua como blogueiro. É melhor ser pedra do que vidraça …..

    Só tem um nome nessa chapa que eu fico com um pé atrás….

    Outra. Manda o Nézio cuidar da Tradição que está caindo aos pedaços

    Abçs Fernando, seu amigo da BR

    1. Foi o que escrevi no texto, Fernando: ou a gente se mete ou vai para o buraco. Quanto à sua ressalva, você pode ficar tranquilo, as decisões são tomadas em colegiado e como diz o lema, a transparência será o mote desta gestão.

      abraços

  4. Quero ajudar, quero participar, quero ajudar a Portela a ser tudo que ela merece ser, a escola de maior raiz popular do Rio de janeiro!!!

Comments are closed.