O excelente Aydano André Motta deu uma sugestão no twitter que provocou bstante polêmica. Sugeriu que o Flamengo ajudasse os outros três clubes grandes do Rio de Janeiro financeiramente para que a rivalidade não fosse prejudicada.

Como eu disse a proposta criou bastante polêmica com quase toda a torcida rubro negra se voltando contra a mesma. Eu também discordo que o Flamengo tenha que ajudar Vasco, Botafogo e Fluminense financeiramente. Enquanto, por exemplo, o Fluminense nadava em dinheiro e gastava de forma irresponsável sem pensar no futuro o dinheiro da Unimed o Flamengo montava times medíocres apenas para escapar do rebaixamento para reajustar as finanças. Mas mesmo não concordando entendo seu ponto de vista.

Pode não parecer, mas é ruim para o futebol carioca e também para o Flamengo como a coisa caminha. Lembro que na supremacia vascaína no final do século XX o Flamengo ainda conseguia vencer de vez em quando o Vasco e foi tricampeão carioca, na supremacia rubro negra no começo dos anos 80 o Botafogo eliminou o time de um brasileiro, Vasco venceu o carioca de 82 e surgiu o Fluminense tricampeão. Quer dizer, por mais que um dos quatro estivesse bem tinha disputa, mas e hoje?

O Flamengo caminha para pela quinta vez seguida ser o melhor carioca da competição, se eu não me engano é um feito inédito para um clube do Rio. No momento em que escrevo essa coluna o rival mais próximo é o Botafogo com 13 pontos atrás.

Todos os anos também o Flamengo faz a melhor campanha na primeira fase do carioca, não ganha todos por ser mata mata e aí entrar o imprevisível, mas não só passou o Fluminense como maior vencedor como disparou. Caminha para chegar a quatro anos sem perder pro Vasco e tem derrotas esporádicas para Botafogo e Fluminense.

Essa semana foi símbolo para essa situação. Enquanto o Flamengo lidera o campeonato brasileiro e está na semifinal da Libertadores, com cada vez mais dinheiro, Botafogo teve a água cortada, Vasco luz e Fluminense afunda na zona do rebaixamento. Toda essa situação até provocou uma brincadeira, a sugestão da criação do “Flumifogo da Gama”, uma fusão dos três clubes.

Evidente que é uma brincadeira, não cabe a menor hipótese de pensar isso a sério, mas mostra bem a situação atual e voltamos a questão do Aydano. Sem os três fortes o futebol carioca também enfraquece. O que adianta ao Flamengo humilhar seus adversários em campo, enfileirar conquistas domésticas e perder a noção do seu tamanho?

Sim, perde a noção de seu tamanho e poder porque com eles enfraquecidos não sabe se vai realmente bem e na hora do confronto com equipes de outros estados e países acaba tendo choque de realidade. Um bom exemplo disso ocorre com Bayern de Munique e Juventus de Turim que enfileiram títulos nacionais e fracassam na UCL. Outro é o PSG. Eles perdem noção do poderio e só descobrem tarde demais.

Parece que o Flamengo encontra um caminho no ano, mas é tudo embrionário ainda e pode mudar a qualquer momento, e não custa lembrar que ao mesmo tempo em que vencia o Vasco com facilidade e conquistava mais uma vez o estadual perdeu para o Peñarol em, casa e para o Emelec fora quase ficando de fora da Libertadores.

Pode não parecer, mas o Flamengo precisa muito dessa rivalidade, depende muito de Vasco, Botafogo e Fluminense.

E isso não há dinheiro que pague.

Twitter – @aloisiovillar

Facebook – Aloisio Villar

Instagram – @aloisiovillar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.