Nesta semana, a minha coluna em parceria com o site “Samba é Paixão” trata das mudanças feitas pela Grande Rio em sua disputa de samba para 2020, com a proibição de intérpretes de Grupo Especial e apenas quatro eliminatórias até a final.

Como consequência, também abordo os efeitos desta proibição nos salários dos intérpretes se tal prática se tornar algo generalizado nas disputas. Também retomo a análise sobre as disputas de samba que abordei algumas vezes neste blog, fazendo um resumo.

O vídeo pode ser visto abaixo. Lembro que ele foi gravado antes da Mangueira anunciar mudanças em seu modelo de disputa, que aprofundam o caminho proposto pela Grande Rio.

Imagem: Ouro de Tolo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.