Deprecated: get_the_author_ID está obsoleto desde a versão 2.8.0! Use get_the_author_meta('ID') em seu lugar. in /home/pedromig/public_html/ourodetolo/wp-includes/functions.php on line 4713

Deprecated: attribute_escape está obsoleto desde a versão 2.8.0! Use esc_attr() em seu lugar. in /home/pedromig/public_html/ourodetolo/wp-includes/functions.php on line 4713

Deprecated: attribute_escape está obsoleto desde a versão 2.8.0! Use esc_attr() em seu lugar. in /home/pedromig/public_html/ourodetolo/wp-includes/functions.php on line 4713

É claro que treino é treino e corrida é corrida. É claro também que só saberemos com 100% de acurácia (gostaram?) o potencial de cada carro da Fórmula 1-2015 na classificação para o GP da Austrália, daqui a menos de duas semanas.

Mas, levando em consideração o que se viu nos testes de pré-temporada na Espanha, é possível elaborar uma divisão de forças na categoria no momento. Baseado não em achismo, mas em número de voltas, ritmo de treino e pneus utilizados.

É claro que alguém pode ter reservas a oferecer e não dá para cravar quem está escondendo mais ou menos o jogo, ou se tem alguma equipe que já botou totalmente as mangas de fora. Mas, até agora, a ordem das equipes é esta:

mercedes2015
1 – Mercedes-Benz: a atual campeã mundial foi com larga vantagem a equipe que mais percorreu quilometragem em Jerez e Barcelona. E quando colocou os pneus mais macios apresentou com folga o melhor desempenho, mesmo sem forçar tudo o que poderia. Teve alguns problemas, mas absolutamente normais e nada alarmantes. É favoritíssima a enfileirar dobradinhas pelo menos neste princípio do campeonato.


2 – Williams-Mercedes: cumpriu à risca tudo o que se propôs nos testes. Teve poucos problemas e mostrou consistência nas longas sequências de voltas. Corrigiu alguns problemas que o carro de 2014 tinha, como tração, e pressão aerodinâmica, mas manteve-se como o conjunto mais veloz em retas. Ainda está atrás da Mercedes, mas tem reservas a mostrar ainda e por enquanto é candidata a pódios, ou vitórias caso a Mercedes falhe.

ferrari2015
3 – Ferrari: foi sem dúvida quem mais evoluiu em relação a 2014, principalmente em relação à criticada unidade motriz. Hoje é possível afirmar que a Ferrari é mais competitiva do que ano passado e que pode oferecer a Kimi Raikkonen e Sebastian Vettel (que aliás entrosou-se muito bem no time) um carro para brigar pelas primeiras posições. Está um pouco abaixo da Williams, mas pode lutar por pódios no começo da temporada.

redbullrenault2015
4 – Red Bull-Renault: o carro nasceu bem e oferece boas condições de dirigibilidade a Daniel Ricciardo e Daniil Kvyat. No entanto, a unidade motriz da Renault continua um degrau abaixo em relação aos adversários e evoluiu bem menos do que os motores Mercedes e Ferrari. Isso pode custar caro à equipe até que o fornecedor francês finalmente entregue um propulsor em condições de brigar. Pelo menos, o carro é bom.

tororossorenault2015
5 – Toro Rosso-Renault: também enfrentou problemas com os motores Renault, mas, quando pelo menos não ocorreram mais quebras, os jovens Max Verstappen e Carlos Sainz Jr. percorreram muitas voltas, o que é bom para pilotos tão inexperientes. E os tempos de volta foram consistentes, tanto com pneus duros como com macios, o que mostra uma clara evolução em relação ao carro de 2014. Deve marcar bons pontos.


6 – Lotus-Mercedes: depois do descalabro de 2014, a equipe se reestruturou e conseguiu evoluir bastante com o motor Mercedes, o melhor do grid. Ainda há muito o que percorrer, mas Romain Grosjean e Pastor Maldonado conseguiram completar uma quilometragem razoável e, quando colocaram pneus mais macios, até lideraram a tabela de tempos. Pode vir a marcar pontos com mais regularidade, o que no ano passado foi bem difícil…

sauberferrari2015
7 – Sauber-Ferrari: outra equipe que conseguiu uma clara evolução em relação ao ano passado. Felipe Nasr e Marcus Ericsson frequentaram as primeiras posições em diversas ocasiões, mas propositalmente andaram muito com pneus mais macios, para que ambos se acostumassem mais a esse tipo de borracha. A evolução do motor Ferrari também ajuda e a Sauber está hoje na briga com a Lotus para marcar pontos no início do ano.


8 – Force India-Mercedes: depois de não ir a Jerez porque o novo carro não estava pronto e de usar o modelo antigo na primeira semana em Barcelona, a equipe conseguiu estar nos últimos treinos com o novo WMJ08 e completou um significativo número de voltas. Como tem o motor Mercedes e o carro nasceu razoavelmente bom, pode até superar Toro Rosso, Lotus e Sauber ao longo do ano porque o carro deve evoluir. Se tiver grana, claro.


9 – McLaren-Honda: o novo casamento entre a equipe e a Honda começou da pior forma possível. Problemas, problemas e mais problemas afetaram o novo carro MP4/30, principalmente no sistema de recuperação de energia. Para piorar, o acidente de Fernando Alonso, e a consequente não-participação na Austrália deixou a F1 perplexa em busca de explicações. Como diria Galvão Bueno, a McLaren vai ter de remar muito, amigo…

manorferrari2015
10 – Manor-Ferrari: ainda não se sabe que a equipe que sobrou da Marussia estará pronta para correr na Austrália, embora tudo indique que sim. Em princípio a escuderia vai correr com o carro de 2014 adaptado e com motor Ferrari antigo. Mas é claro que não dá para esperar muito de um time que parecia evoluir e até marcou pontos em Mônaco, mas que sofreu com a falta de recursos e o lamentável acidente de Jules Bianchi no Japão.

Fotos: Divulgação