Deprecated: get_the_author_ID está obsoleto desde a versão 2.8.0! Use get_the_author_meta('ID') em seu lugar. in /home/pedromig/public_html/ourodetolo/wp-includes/functions.php on line 4713

Deprecated: attribute_escape está obsoleto desde a versão 2.8.0! Use esc_attr() em seu lugar. in /home/pedromig/public_html/ourodetolo/wp-includes/functions.php on line 4713

Deprecated: attribute_escape está obsoleto desde a versão 2.8.0! Use esc_attr() em seu lugar. in /home/pedromig/public_html/ourodetolo/wp-includes/functions.php on line 4713

Em edição extra, a coluna “Sobretudo”, assinada pelo publicitário Affonso Romero. Ele me poupou o trabalho de fazer um apanhado de links e informações sobre as próximas eleições, em trabalho exaustivo e muito competente. Temperada por um texto certeiro.

Vamos lá. Basta clicar nos links para acessar as notícias selecionadas.

Especial Eleições 2010: as ligações perigosas

“Link”, do Inglês, ligação. Domingo é dia de segundo turno, hora de ficar ligado. Este blog, seu titular e seus colunistas já fizeram como o jornal O Estado de S.Paulo e a revista Carta Capital, que assumiram abertamente que tinham uma preferência no processo eleitoral (no caso, lados diferentes). Infelizmente, não foi a mesma postura adotada pela maioria da chamada “grande imprensa”. De uma forma geral, a guerra suja eleitoral recebeu uma forte contribuição de jornais, revistas e emissoras de tevê, algumas dessas empresas inclusive adotando métodos golpistas, ainda que se fingissem de “neutras”.

A opinião é livre na democracia, então o maior problema não é nem o que dizem as colunas e editoriais. Isso sim é um espaço de direito de cada empresa de comunicação. Mais: deveria ser espaço do jornalista responsável por cada uma dessas colunas. O episódio do Estadão, ao demitir uma colunista que contrariou sua posição, é elucidativo de que nem sempre quem defende a liberdade das empresas de comunicação, defende também a liberdade do profissional de comunicação. Aparentemente, há uma contradição aí.

A questão crucial na imprensa se dá na peneira fina das editorias de política, que destacam o que seria de interesse do patrão e do candidato escolhido. Sendo assim, o Jornal Nacional, da Rede Globo, principal noticiário no Brasil, recusa-se a destacar qualquer assunto ligado a Paulo Preto ou ao recente escândalo no Metrô de São Paulo, protegendo seu candidato José Serra da exposição pública de suas fraquezas e contradições. De maneira inversa, a Carta Capital, dilmista assumida, destaca especialmente estes assuntos. De um lado, gente graúda como a Abril, a Globo, a Folha e o Estadão. Do outro, empresas jornalísticas de menor expressão e poder econômico, tentando avançar na preferência do consumidor a partir do contraponto às grandes empresas. Esta concorrência e diversidade editorial, sadia para a democracia, é o que tentam a qualquer custo evitar as grandes empresas de comunicação que, como vimos, têm um discurso mais libertário do que a prática.

Se você – como nós – já escolheu lado nesta eleição, deve saber o quão importante é ouvir os dois lados. Afinal, esta é a base da democracia. Se você ainda está indeciso, mais importante ainda que se informe sobre todos os lados das questões discutidas.

Nos últimos meses, o candidato José Serra, seu partido e aliados, tentaram estabelecer um diferencial: seriam mais éticos, competentes, preparados, limpos, “do bem”, fariam uma campanha edificante, sem ódios, tentam construir um Brasil “para todos”. Isso implica dizer que o outro lado não tem as mesmas qualificações. As imagens opostas foram construídas com o devotado esforço da grande imprensa.

Acontece que a “realidade factual” continua a seguir seu rumo enquanto a imprensa constrói uma “realidade ficcional” (para usar termos de um brilhante editorial de Mino Carta). E mesmo a grande imprensa se vê obrigada a repercutir a realidade. O que preparamos hoje para você, caro leitor, é uma coletânea de links, as ligações especialmente perigosas para o candidato José Serra. Não estamos ludibriando ninguém, há um viés claro e objetivo: fazer um contraponto ao discurso oficial das grandes empresas de comunicação.

Mas não há ma-fé intelectual aqui, viés de tipo de mídia ou tipo de empresa de comunicação. Selecionamos um pouco de tudo: jornais, revistas e internet. Por motivos óbvios, damos os links desses veículos na internet, mas é conteúdo veiculado em mídias diversas. Há grandes empresas de comunicação e empresas menores. Há gente que assumiu um lado, outro, que esteve claramente ligada a um dos lados apesar de não assumir, ou gente que se manteve eqüidistante. Todos estes veículos se viram obrigados (pela realidade, esta chata), nos últimos dias, a noticiarem coisas desfavoráveis à candidatura José Serra.

A soma destes casos desconstrói a falsa imagem de um candidato que possa se diferenciar pela competência, pela ética e pela verdade.  Você continua podendo escolher José Serra por convicções ideológicas, se for o caso, caro leitor. Não se trata de desqualificar o voto do eleitor que escolhe votar em qualquer dos dois candidatos, como pretenderam fazer os tucanos. Tampouco discutir as verdadeiras qualificações da oponente, ou usar acusações contra o Serra como desculpas para os erros cometidos pelos petistas. Trata-se de mostrar que há, sim, diferenças nítidas entre os candidatos e suas posturas. E que estas diferenças se dão exclusivamente no campo ideológico, ou seja, no entendimento do que seria melhor para o Brasil: aquilo que se refletiu nos anos em que estivemos sob governo do PSDB, ou aquilo que se refletiu nos anos em que estivemos sob governo do PT. Esta passa a ser a discussão quando se demonstra que, do ponto de vista ético, infelizmente ambos os partidos se deixaram arrastar para a mesmice do lodo político brasileiro.

Leia, mesmo que escolha só os veículos de sua preferência, e tire suas conclusões. Começamos pelo Estadão, assumidamente serrista, e emendamos com O Globo, obviamente serrista. Não há como ser mais imparcial.

JORNAIS DE GRANDE CIRCULAÇÃO

ESTADÃO – A fraude no Metrô de SP – Licitação de cartas marcadas no Governo Serra

ESTADÃO – Para analistas, economia mudaria mais com Serra – A equipe de Serra indica que faria “ajustes” na atual política macroeconômica. Não custa lembrar que Serra se opôs a todas as decisões econômicas cruciais do período de 8 anos de Lula, e que se mostraram – a posteriori – acertadas. Por “ajustes” pode-se entender mudanças, e por mudanças pode-se entender desestabilização e retrocesso no ciclo virtuoso de crescimento.

O GLOBO – Lula diz que é cretinice atacar Dilma – Em sua linguagem crua, Lula compara os ataques a Dilma aos mesmos que ele sofreu em suas campanhas.

O GLOBO – BLOG DO MORENO – Indecisos x Convictos – O colunista Zuenir Ventura fala sobre o baixo nível nos dois lados da disputa presidencial.

FOLHA SP – Novo recorde de aprovação do Governo Lula no Datafolha – No dia do aniversário, Lula comemora a aprovação de seu governo.

FOLHA SP – Folha conhecia antes os vencedores da licitação do Metrô – A matéria da Folha que deu início ao MetroGate em São Paulo.

FOLHA SP – Petistas cobram investigação – Repercussão da fraude na licitação do Metrô-SP

FOLHA SP – Oposição quer CPI em São Paulo – Vale lembrar que vários pedidos de CPI foram barrados pela maioria tucana na Assembléia Estadual. Não é o primeiro caso que merece investigação nos governos tucanos em São Paulo, mas dificilmente os casos são esmiuçados.

FOLHA SP – Governo FHC preparou privatização da Petrobrás, diz Gabrielli – Presidente da Petrobrás repete o sentimento de vários petroleiros de que a empresa não foi privatizada por muito pouco no governo PSDB.

FOLHA SP – Gráfica tucana fez panfletos anti-Dilma – As ligações entre a campanha de Serra e as calúnias e baixarias contra a candidata do PT fazendo uso da ala radical dos católicos.

FOLHA SP – Serra nomeou filha de Paulo Preto – Serra nomeou para cargo de confiança filha do assessor que ele disse desconhecer, e que está no centro de acusações de desvio de recursos.

FOLHA SP – Ricos têm preconceito e medo – Lula fala sobre o sentimento de impotência que assola quem, mesmo tendo recursos e diplomas, não conseguiu fazer antes o que um metalúrgico conseguiu em 8 anos.

FOLHA SP – Promessas de Serra incluem obras do PAC – Apesar de criticar o plano do Governo Lula, Serra copia suas propostas.

FOLHA SP – Dilma não tem medo de nada, diz Chico Buarque – No ato de apoio de intelectuais e artistas Chico Buarque profere a frase “(O Brasil) fala de igual para igual com todos. Nem fala fino com Washington, nem fala grosso com a Bolívia e o Paraguai”.

FOLHA SP – Dilma espera que pelo menos desta vez o governo paulista investigue – Candidata lembra longa tradição tucana de não apurar as fraudes em seus governos.

FOLHA SP – Que Serra é esse? O colunista da Folha, ainda que dispare contra o PT, não entende mais qual a real opinião de Serra, de tanto que o tucano muda ao sabor dos interesses eleitorais.

FOLHA UNIVERSAL – Nas mãos do clero – Voz oficial da Igreja Universal, jornal aponta o envolvimento entre religiosos radicais e a campanha oficial de José Serra.

REVISTAS SEMANAIS

VEJA – Empresas empregam mais – Alto crescimento da mão-de-obra nas empresas brasileiras no última metade de década, segundo IBGE.

VEJA – Mais de 29 milhões entraram na classe média – Avanço medido por trabalho da FGV. Mais da metade da população brasileira é de classe média.

VEJA – Temporada de lucros recordes – Desenvolvimento do mercado interno e saída rápida da crise fazem empresas brasileiras lucrarem como nunca.

VEJA – 12 novos shoppings até o final de 2010 – Alta de crédito e renda aumenta o consumo. Em 2011, serão mais 29 shoppings.

VEJA – FGTS tem arrecadação recorde – Número recorde de empregos aumenta Fundo que financia habitação popular, criando ciclo virtuoso.

VEJA – Emprego na construção civil bate recorde – Dados do SINDUSCON-SP

VEJA – O homem bomba de Aloysio Nunes – Veja, em maio, sobre Paulo Preto. Necessário dizer que esta é uma ponta do iceberg de outros Paulos Pretos no PSDB, e que o PSDB e Serra estavam muito bem informados sobre Paulo Preto e, mesmo assim, continuaram prestigiando-o.

ISTO É – Um tucano bom de bico – A revista apresenta Paulo Preto em agosto.

ISTO É – Bolinha de papel, por Leonardo Attuch – O Brasil merecia mais do que escolher entre dois candidatos que se nivelaram por baixo, segundo o colunista.

ISTO É – Contratado para acelerar obra, Paulo Preto desprezou qualidade – Matéria relaciona a pressa em concluir trecho do Rodoanel para ser inaugurado por Serra a desabamento da obra.

ISTO É – Serra criou sistema que encarece material escolar – A diferença entre a proposta e o efeito, e a ineficiência administrativa de Serra.

ISTO É – O protegido Paulo Preto – Matéria mostra o episódio da prisão do arrecadador tucano como sintoma de sua influência junto à direção do partido de Serra.

ISTO É – Agressores atiram bexiga em Dilma – Episódio foi tratado com ironia por parte da imprensa, Serra fez de morto, mas o fato ocorreu. Mas a própria candidata petista seguiu sua agenda e não usou politicamente a agressão sofrida.

ISTO É – Serra e a “liberdade” de imprensa – Diferente de seu discurso, Serra reage agressivamente contra a imprensa quando a cobertura não lhe agrada.

ISTO É – As contradições de Serra no JN – Questionado sobre tráfico de influência e nepotismo, Serra se cala.

ISTO É – Os santinhos de uma guerra suja – A aproximação de Serra com grupos radicais, o uso de boataria, recursos ilícitos e fanatismo religioso, e a pregação do ódio como arma política.

Partes 1 e 2.
ISTO É – O Brasil acelera – PIB é revisto para cima.

ISTO É – Festival de espionagem – Quebra de sigilo de tucanos na Receita foi “fogo amigo” dentro do PSDB.

ISTO É – O inacreditável saco de bondades – Na reta final, Serra ataca de demagogia e coloca em risco estabilidade e austeridade, com propostas irreais.

ISTO É – Multinacionais de prontidão – “Risco Serra” coloca em xeque investimentos no Brasil.

ISTO É – Escândalo no Metrô de Serra – O MetrôGate ganha as manchetes.

ISTO É – Serra usa máquina pública em evento de campanha.

CARTA CAPITAL – Às favas com a realidade, por Mino Carta – O editor da Carta critica o comportamento de seus colegas da imprensa.

CARTA CAPITAL – O tempo como invenção do homem, por Mino Carta – A volta a 1964 proposta pelo tom de campanha de Serra.

CARTA CAPITAL – Paulo Preto e os cofres de Serra, por Rodrigo Vianna – As ligações perigosas do PSDB.

CARTA CAPITAL – Similitudes, por Delfim Netto – As semelhanças entre as críticas aos programas sociais de Lula e aos programas do New Deal americano de Roosevelt.

CARTA CAPITAL – Brasil versus Brazil, por Paulo Cezar da Rosa – Eleições e soberania nacional.

CARTA CAPITAL – Carta Aberta a FHC, por Theontonio dos Santos – Fernando Henrique escreveu uma carta a Lula. O professor da UFF responde ao ex-Presidente, desmistificando alguns pontos sobre seu governo.

CARTA CAPITAL – Fraude no Metrô de SP – Mais do MetrôGate paulista.

CARTA CAPITAL – Papéis e papelões, por Cynara Menezes – Sobre o tom da campanha.

CARTA CAPITAL – Amaury Ribeiro Jr e o glossário das privatizações – O envolvido no caso de espionagem interna do PSDB abre o verbo.

CARTA CAPITAL – O engodo do salário mínimo de Serra – A especulação populista de Serra à luz da racionalidade.

CARTA CAPITAL – Dois pesos, por Maria Rita Khel – A reprodução da coluna escrita para o Estadão que foi responsável pela demissão da colunista. Liberdade de imprensa é isso aí!

CARTA CAPITAL – Abaixo assinado contra a demissão de Maria Rita Khel.

CARTA CAPITAL – E por falar em censura… – Opinião da Carta Capital sobre a demissão.

CARTA CAPITAL – Paulo Preto: novas denúncias. – O calcanhar de Aquiles da campanha moralista de Serra.

CARTA CAPITAL – Nem com reza brava – As promessas demagógicas de Serra não fecham a conta.

CARTA CAPITAL – A última cruzada tucana. – Mostra o jogo sujo praticado pela campanha serrista na internet.

CARTA CAPITAL – O livro e a bolinha de papel – Dois casos demonstram como a grande imprensa tem construído uma “verdade” particular nesta eleição.

CARTA CAPITAL – Jatene x Serra – O ex-ministro da saúde (que entende de saúde mais que o Serra) desmonta alguns argumentos do PSDB.

CARTA CAPITAL – Na Idade Média, por Cynara Menezes – Como o obscurantismo entrou na campanha.

CARTA CAPITAL – Os avanços do Brasil (para desespero das elites) – Coluna do leitor aponta para os acertos do período Lula e seus efeitos.

ÉPOCA – Vamos combinar? Por Paulo Moreira Leite – O colunista contesta quem diz que Lula é conservador.

INTERNET

ESCREVINHADOR – Onde você estava em 64? – De Emir Sader, sobre quem é quem na defesa de liberdades.

ESCREVINHADOR – Serra e a liberdade de expressão – Levantamento de Antônio Biondi mostra as vezes em que Serra agrediu a imprensa durante a campanha.

ESCREVINHADOR – A parceria da Folha com a ditadura – Dois pesos diferentes na cobertura das eleições, por uma empresa historicamente ligada ao golpismo.

ESCREVINHADOR – Turma de Aécio furiosa com PSDB-SP – Explode a briga interna dos tucanos.

ESCREVINHADOR – Cinco ondas contra Dilma – Os bastidores da guerra suja promovida por Serra na internet.

YAHOO – Em baixa nas pesquisas, Serra levanta suspeitas sobre institutos – Em desespero, Serra faz o que imputa aos adversários: acusa sem provas e desrespeita as bases da democracia.

UOL – Serra minimiza licitação suspeita – Tucano faz pouco caso de fraude grave a acusa para se defender.

UOL – Dilma diz que Serra promove o ódio por falta de projeto – Candidata aponta quek semeia o ódio em campanha.

TERRA – PE: Presidente estadual do PT diz que Serra é despreparado – Em debate com dirigente local através da imprensa, Serra agride em vez de debater.

G1 – Pesquisa Datafolha

G1 – Pesquisa Sensus

G1 – Dilma pede investigação – Candidata, no entanto, diz que não será leviana de responsabilizar o adversário (como tem sido feito pelos tucanos)

G1 – Petistas precisam inventar coisas, diz Serra – Candidato faz pouco caso do MetrôGate, acusa o Governo federal sem provas, quer impor unilateralmente os limites do Presidente e atira contra os institutos de pesquisa. Desespero é que deveria ter limites.

R7 – Oposição em SP busca assinaturas para CPI – Desdobramentos do MetrôGate

VIOMUNDO – O jogo das bonequinhas do Serra

DoLaDoDeLa – O Uso da Máquina

YOUTUBE – Serra e os números

YOUTUBE – Serra no Comício da Central, 1964 (Toca fogo no circo e sai correndo)

YOUTUBE – Serra e Arruda: vote num careca e leve dois

YOUTUBE – Xuxa responde ao Ministro Serra

YOUTUBE – Mano Brown opina sobre Serra

YOUTUBE – Serra mente sobre ficar 4 anos na Prefeitura

YOUTUBE – Regina Duarte tinha medo – a disseminação do terror como arma política

YOUTUBE – Serra e os sanguessugas

YOUTUBE – Serra e a oração coordenada subjuntiva

DILMA 13 – Em nome da verdade – Site oficial de campanha tem página que mostra as calúnias espalhadas pela campanha de Serra contra Dilma

DILMA 13 – Home Page – Site oficial mostra o que mudou no Brasil, a biografia, material de campanha e o programa de governo (coisa que Serra não apresentou, simplesmente).

OURO DE TOLO

Colunas postadas recentemente neste blog.

3 Replies to “Sobretudo – "Especial Eleições 2010"”

  1. Estão SE ludibriando, o que é pior…

    O apanhado de links mostram que, sim, os veículos de imprensa têm posições próprias. Mas que se as pessoas tiverem um pouco de energia para pesquisar e sair das manchetes que pode ver o contraditório, nem que seja na entrelinha dos chamados “golpistas”. Um link aqui. Uma mensagenzinha acolá. Uma notinha pequena. Até um espaço para o José Dirceu semanal eu encontro no Noblat! Enquanto isso, as publicações que defendem o PT não têm aqui nesta lista um ÚNICO link para depreciar o governo. O Estadão mandou embora uma colunista DEPOIS de publicar um artigo dela. Ou seja, não a censurou, deixou-a expressar sua opinião, mas o Estadão decidiu que não quer pagar uma opinião diferente. Será correto ou ético? Diria que não. Mas é o que eles querem como formadores de opinião: não manter inimigos nas trincheiras. Afinal, isto se transformou em guerra e o resultado é uma imprensa pior de TODOS os lados.

    Mas quem é golpista, então? Quem esconde o contraditório, mas ainda permite que seja visto pelos mais atentos ou quem sequer não o exibe?

    O Nassif e o PHA não oferecem o espaço para o contraditório, como neste blog. Pode procurar nos comentários. Não há um ÚNICO comentário contra o governo. Eu fiz o teste, eu vi, ninguém me contou. Comentários com críticas são vetados pelos moderadores. No O Globo, você ainda vê gente criticando o próprio jornal. Os blogs citados são pura e simplesmente instrumentos de propaganda do governo. Pior, pagos por ele ou por seus aliados. Só recentemente, Paulo Henrique Amorim e Luís Nassif saíram da contabilidade do IG, junto com o José Dirceu porque estava dando na cara que o IG tinha virado um instrumento de pagamento de jornalistas pelo governo. Mas o governo Lula vai negar claro, como nega o Mensalão…

    Podemos e devemos ler que há problemas dos dois lados. Problemas estes que este blog tem se esmerado em ignorar em troca de um suposto “PACote de bondades” ou que “a imprensa é golpista” e “temos de ser o outro lado”.

    É o “bem” X “mal”, o discurso de ódio, como foi colocado na “Bissexta”, dentro do viés que você aceita como o “bem”. Ou seja, você concorda com quem diz que é contra, mas abre espaço para quem o pratica. Quem é hipócrita nesta história?

    Não há “bem” X “mal” nesta disputa. E dado o clima instalado nos últimos 8 anos, não há a menor chance de acabar bem. Vai redundar em chavismo… Como vocês gostam…

    Só estou fazendo um papel de consciência, mostrando que, como humanos, temos falhas, virtudes e contradições. Só que é importante termos em mente quais são. Principalmente sabendo que a próxima governante já atirou para matar (Eram outros tempos? E se ela achar que eles estão voltando? O clima permite esse devaneio, não?).

    E ela já disse que não se arrepende.

Comments are closed.