Tivemos neste sábado sete escolas encerrando o Grupo Especial de São Paulo buscando arrebentar o público para buscar o título; a Mocidade Alegre tinha tudo para fazer isso, mas pode ter perdido o título em evolução.

Confira a análise dos desfiles deste sábado:

Águia de Ouro

A escola cantou muito o samba, público foi contagiado, bateria teve um ótimo andamento e o enredo transmitido com clareza. Deve perder pontos em evolução, comissão de frente e talvez pelo acabamento nas alegorias.

Briga por: meio de tabela

Dragões da Real

Na parte plástica foi um desfilaço, as alegorias comunicaram com o público, a comissão foi a que causou maior impacto e a bateria foi muito bem. Pode perder pontos pela irregularidade da harmonia e pela falta de expressão corporal na evolução.

Briga por: título

Mocidade Alegre

A Mocidade tinha tudo para ser a grande candidata ao título, pois o samba aconteceu, as alegorias  e fantasias estavam lindas e a escola cantou demais. A longa apresentação da comissão de frente fez o último carro entrar na pista faltando 13 minutos, o que fez a escola acelerar.

Briga por: título

Vai Vai

A escola pulsou na avenida, componentes cantaram muito, Grazzi arrebentou mais uma vez e a comissão de frente deixou boa impressão. Os acabamentos de alegorias e fantasias deixaram a desejar, além de muita variação de velocidade na evolução.

Briga por: desfile das campeãs.

Rosas de Ouro

A escola passou simples, mas os acabamentos de alegoria melhoraram; o componente cantou bem e bateria foi incrível. Deve perder pontos em evolução, casal, comissão de frente e talvez em samba enredo.

Briga por: meio de tabela

Vila Maria

A escola passou bem, optou por uma proposta estética inca, sem muito requinte, mas dentro do enredo; bateria sustentou o samba e o componente cantou. Achei o desfile chato de assistir e creio que a escola possa perder pontos em samba enredo, alegorias e fantasias.

Briga por: meio de tabela

Gaviões da Fiel

Um desfilaço! O componente urrou o samba, as fantasias vieram impressionantes, o trabalho de maquiagem desde a comissão de frente impecável e a bateria excelente. Mas o quesito alegoria me impede de apontar a escola ao título, pois foram diversas falhas visíveis de acabamento.

Briga por: desfile das campeãs

Foto: G1

2 Replies to “Análise dos desfiles de SP – Sábado”

  1. Mais uma apresentação incrível, porém fria, da Dragoes.
    Mocidade entrou campeã, mas o ultimo carro destoou do resto do conjunto, o que não iria atrapalhar no resultado.
    Gaviões briga pelo titulo sim, o que ela fez domingo pode compensar no julgamento.
    A vai vai cometeu um erro grave, a bateria atravessou o samba e todo anhembi percebeu isso, e o enredo se perdeu em alguns momentos, mas foi um desfile bom de assistir.

    1. Resumindo, tá dificil arriscar uma campeã, todas tropeçaram em si mesma; mas foi bom ver um carnaval onde todas as escolas mostraram nível alto (exceto X9), o que não eu vi na primeira do Rio, uma destoante da outra, se percebe quem tem dinheiro ou não.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.